EMPRESáRIO ACUSA PREFEITO DE "ARMAR" ATENTADO CONTRA VICE
27.02.2015

Valdir Filho, de Santo Antônio foi baleado em frente à Câmara de Cuiabá, na quinta-feira

 

O tiroteio ocorreu na manhã de quinta, ao lado da Câmara; vice-prefeito (detalhe) foi feriado de raspão num antebraço

O empresário João Bosco Carvalho acusou o prefeito de Santo Antônio do Leverger (27 km ao Sul de Cuiabá), Valdir Ribeiro (PT), de ser responsável pelo tiro de revólver que atingiu o vice-prefeito da cidade, Valdir Pereira de Castro Filho (PDT), no final da manhã de quinta-feira (27), em frente à Câmara Municipal de Cuiabá. 

João Bosco é irmão do vice-prefeito, que foi atingido de raspão no antebraço esquerdo. 

Ele afirmou que assalto que culminou na troca de tiros entre um bandido e uma vítima, na verdade, seria "uma encenação" , uma "represália" por parte do prefeito. 

Ao MidiaNews, por telefone, o empresário disse que seu irmão protocolou, recentemente, junto ao Ministério Público Estadual (MPE), uma série de denúncias de desvio de verbas públicas contra o prefeito Valdir Ribeiro.

“Nós desconfiamos disso e já acionamos nossos advogados para decidir quais medidas podemos tomar. Nós fizemos denúncias de desvio de dinheiro da Prefeitura de Leverger ao Ministério Público Estadual e, por conta disso, alguns amigos nos avisaram para tomarmos cuidados com possíveis represálias”, disse João Bosco Carvalho. 

O caso aconteceu por volta de 11 horas. Segundo os relatos, Valdir Pereira Filho estava em seu carro, no estacionamento do Legislativo Municipal, quando um homem teria tentando assaltar uma mulher com uma arma.

Na confusão, vários tiros foram disparados, sendo que um deles atingiu o braço do político e outros acertaram a lataria do carro. 

Esse cenário do crime, segundo João Bosco, não seria verdadeiro.

Ele disse que não foi registrada denúncia por assalto no Centro Integrado de Operações e Segurança Pública (Ciosp) e que nenhum outro veículo foi atingido pelos disparos, somente o de seu irmão, o que reforçaria a tese de que o assalto, na verdade, teria sido apenas uma encenação para que o vice-prefeito pudesse ser alvejado. 

As imagens das câmaras dos estabelecimentos comerciais que que ficam próximos à Câmara de Cuiabá serão solicitadas pela assessoria jurídica do vice-prefeito. 

Abalado

Valdir Pereira de Castro Filho não quis se manifestar sobre a ocorrência. Segundo familiares, ele ainda está "muito abalado" e só deve se posicionar por meio dos seus advogados.

O vice-prefeito passa bem. Após ser baleado, ele foi socorrido pelo atendimento médico da Câmara Municipal e, em seguida, encaminhado ao Pronto Socorro de Cuiabá. 

Outro lado

O prefeito de Santo Antônio do Leverger, Valdir Ribeiro, contestou as acusações do empresário João Bosco Carvalho e disse não saber os motivos pelos quais é acusado de ter articulado um atentado contra o seu vice.

Ao MidiaNews, por telefone, Ribeiro, disse que já foi vítima do empresário, que o teria agredido fisicamente, e que registrou um boletim de ocorrência na Polícia. 

O prefeito não revelou os motivos da agressão.

“Ele, na verdade, é o problema. Ele já me agrediu e nem para o juiz, em audiência, soube explicar o motivo da agressão. Vou acionar minha assessoria jurídica para tomar as providências necessárias", disse Valdir Ribeiro.

A respeito das denúncias de suposto desvio de verba, que o empresário disse ter feito, juntamente com o irmão, ao Ministério Público, o prefeito disse que, até o momento, não foi notificado.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade