MORADORES FLAGRAM 'SINALIZAçãO' QUE EMPREITEIRA FEZ EM RUA SEM ASFALTO
03.03.2015

A sinalização foi feita no Jardim Ouro Verde, no município de Nioaque.

Moradores de Nioaque, a 181 quilômetros de Campo Grande, estão indignados por conta da sinalização de uma via. A Rua 13 de Maio, no Jardim Ouro Verde, não é asfaltada, ou seja, é de terra batida, todavia, recebeu pinturas horizontais de faixas amarelas, supostamente feitas pela prefeitura da cidade.

As fotos circularam nas redes sociais e causaram indignação na população, pois se questiona o motivo de tanto desperdício de dinheiro. Muitos moradores se sentiram, até mesmo, desrespeitados.

De acordo com um morador que preferiu não ser identificado, esse tipo de coisa só acontece em Nioaque. “Em Campo Grande existe o conserto de buracos invisíveis, aqui há a pintura em ruas de ‘chão’. Como pode ocorrer isso? Sinto-me desrespeitado”, reclama.

A dona de casa Maria dos Santos, de 50 anos, ressalta que o dinheiro gasto com a tinta deveria ter sido usado em outras áreas, tais como a saúde. “A primeira chuvinha que cair a tinta some. E quem vai pagar o que foi gasto no local? Deveriam ter seriedade e investir em coisas mais importantes”, questiona.

Outro lado

Por sua vez, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, a sinalização inadequada foi feita por uma empresa, que havia sido contratada pela administração anterior. Esta empresa teria sido obrigada pela Justiça a pintar as ruas que haviam sido pavimentadas e não as vias sem asfalto.

A assessoria de imprensa destacou, ainda, que a pintura foi uma forma de prejudicar a prefeitura. O ato teria sido encabeçado por adversários políticos do prefeito Sérgio Garcia Serpa.

Já a empresa New Lights, que fez a pintura, ressaltou que o fato não teve nada a ver com a prefeitura de Nioaque. “Todas as empresas deste seguimento fazem um teste de equipamentos e de material antes de começar a pintura na parte asfaltada. Como é só um teste, não pode ser feito no asfalto, pois seria difícil de apagar. Isso é um procedimento padrão e está dentro das normas técnicas”, explica o encarregado da firma, Edson Silva.

Silva também lamentou a repercussão que as pinturas causaram na internet. “As pessoas deveriam averiguar antes de culpar uma pessoa ou uma atitude específica”, frisa.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade