SERVIDORES DO IFMT PROTESTAM POR MELHOR CONDIçãO DE TRABALHO
03.03.2015

 

A decisão foi tomada após a realização de assembleia-geral; movimento começa nesta quarta-feira

A decisão foi tomada após a realização de assembleia-geral dos funcionários

Profissionais do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) vão paralisar as atividades a partir desta quarta-feira (2), em protesto a melhores condições de trabalho. 

A decisão foi tomada após a realização de assembleia-geral que reuniu a categoria, na noite de segunda-feira (3). 

A última greve realizada no IFMT foi em 2012. Na época, já era pleiteado a aprovação da carga horária de 30 horas para técnicos administrativos



Entre as principais reivindicações, estão a implantação das 30 horas semanais para técnico-administrativo, auxílio transporte, adicional de insalubridade, periculosidade e regulamento de afastamento.

Segundo o presidente do sindicato dos servidores, Roni Rodrigues, a decisão pela greve foi o último recurso que os servidores utilizaram para tentar fazer com que as negociações evoluam. 

“As negociações ainda não evoluíram, então optamos agora pela greve”, disse. 

O sindicalista observou, ainda, que as as reivindicações pautadas já estão sendo solicitadas há tempos e que, inclusive, já foram proposta de campanha do atual reitor do instituto, José Barbosa. 

A última greve realizada pelo IFMT foi em 2012, juntamente com a paralisação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). 

Na época, já era pleiteada a aprovação da carga horária de 30 horas para técnicos administrativos. 

Além de reajuste salarial de 22%, reestruturação das careiras técnicas e dos docentes e democratização das relações e trabalho.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade