“DESPEJADOS” FECHAM ENTRADA DA SEFAZ DURANTE REUNIãO E COBRAM PROGRAMAS DE HABITAçãO
05.03.2015

 

“Despejados” fecham entrada da Sefaz durante reunião e cobram programas de habitação
Um grupo de “despejados” oriundos da desocupação de uma área conhecida como Jardim Gramado II fecharam a entrada da Secretaria de Estado de Fazenda na tarde desta quarta-feira (04), enquanto ocorria a reunião da equipe técnica que discute um novo modelo para o Fundo Estadual de Transporte de Habitação (Fethab), para reivindicar moradia.

Os manifestantes estavam “armados” com cartazes, faixas e instrumentos de percussão com os quais fizeram muito barulho a fim de chamar atenção das autoridades. O grupo, de cerca de 30 pessoas, representava um universo de 70 famílias, incluindo crianças e idosos, que estão alojadas no Centro Popular do Bairro Parque Geórgia desde a desocupação, após uma derrota judicial para a construtora MRV.

Apesar do caráter pacífico da manifestação e de todo o barulho feito, o grupo não foi recebido pelos membros da equipe que discute o Fethab. Somente o secretário de Planejamento, Marco Marrafon, conversou com eles ao ser “cercado” quando saia do prédio pela porta aonde acontecia o protesto.

Marrafon assinou um documento aonde estava os pleitos do grupo e se dispôs a enviar o caso ao governador Pedro Taques. Já o secretário de Estado de Fazendo, Paulo Brustolin, líder do grupo que discute o novo Fethab, negou ter conhecimento do movimento, mas admitiu a legitimidade do protesto.

“Não acompanho o movimento. Mas os protestos são sempre válidos em um Estado democrático. O governo Pedro Taques tem apenas 60 dias e procuramos soluções para os problemas do Estado. A questão da habitação faz parte disso”, concluiu.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade