GOVERNO DO ESTADO REVELA ROMBO DE R$ 200 MILHõES E NOTIFICA CONSóRCIO VLT
05.03.2015

Governo do Estado revela rombo de R$ 200 milhões e notifica Consórcio VLT

O governador Pedro Taques (PDT) notificará o Consórcio VLT para que conclua a obra e corrija as falhas detectadas pela auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE) na execução da implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Além disto, também foi descoberto um rombo de R$ 200 milhões do valor pago pelo Executivo.
 
A Procuradoria Geral do Estado será a responsável por notificar o Consórcio. O Executivo já pagou R$ 1.066.131.266,35 ao consórcio construtor. A obra foi contratada pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC) por R$ 1.477.617.277,15 e deveria ter sido concluída em junho de 2014, antes mesmo dos jogos da Copa do Mundo, que teve Cuiabá como sede.
 
Porém, ficou constatado que há uma diferença de quase R$ 200 milhões entre o que foi pago pela obra e o que foi realmente entregue pelo consórcio construtor. A auditoria apontou ainda que a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) foi conivente com os atrasos e sabia das falhas, já que os relatórios da empresa gerenciadora, responsável por fiscalizar as obras, alertaram sobre as patologias desde o início.
 
Mais da metade das irregularidades apontadas não foram resolvidas, algumas de natureza grave, como a baixa resistência à compressão do concreto de pilares no Viaduto do Aeroporto e no Viaduto da Sefaz. Sendo assim, houve omissão do então governador do Estado, o ex-secretário Extraordinário da Copa do Mundo, Maurício Guimarães, e o secretário-adjunto de Infraestrutura e Desapropriações, Alysson Sander Souza, que não tomaram as devidas medidas para sanar os problemas.
 
A CGE recomendou à PGE que notifique o Consórcio para que corrija os problemas indicados no último relatório da gerenciadora, de dezembro de 2014, e estabeleça um novo cronograma físico-financeiro factível, considerando o compromisso assumido e não cumprido pelo construtor de executar as obras em três turnos em todas as frentes de trabalho. O empreendimento atingiu apenas 50% em execução de obras.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade