MOTORISTA PRESO APóS PERSEGUIçãO A 200KM/H PODE PAGAR MULTA DE 12 MIL
05.03.2015

No Natal Lucas já havia cometido irregularidade semelhante batendo em um carro e fugindo do local.

O auxiliar de mecânico Lucas Rodolfo Oliveira de Souza, de 19 anos,  que foi alvo de uma perseguição policial na madrugada desta quinta-feira (5) que começou em frente ao Portão da Base Aérea de Campo Grande, na Avenida Duque de Caxias e terminou após o posto da Polícia Rodoviária Federal,em Terenos, a 34 quilômetros de Campo Grande, além de ter sido preso em flagrante não teve fiança arbitrada e deverá pagar entre R$ 5 e R$ 12 mil em multas por vários crimes de trânsito.

Outro detalhe revelado pelo pai dele, que é o proprietário do carro, é que esta não foi a primeira vez que o filho cometeu este tipo de imprudência. No Natal de 2014 ele teria se apossado de outro carro da família, provocado uma grave colisão fugindo do local da ocorrência.

Por volta das 3h da manhã, quando deixava a Casa da Mulher Brasileira, onde foram registrar uma ocorrência, policiais do 1º Batalhão, Batalhão da Vila Popular perceberam um som alto em um oposto de combustíveis localizado em frente ao Aeroporto Internacional.

Ao se aproximarem Lucas arrancou com o Fista OOG- 5828 de Três Lagoas, dando início à perseguição. Mesmo com a ordem de parada ele seguiu em alta velocidade em direção a Terenos. Em velocidade que em determinados momentos chegava a se aproximar dos 200 km/h o motorista ignorava quebra-molas e radares.

Com este panorama foi acionada a PM de Terenos que providenciou uma barreira na rodovia, que também foi furada por Lucas. A Polícia Rodoviária Federal também foi acionada e montou nova barreira, que foi também rompida pelo motorista.

Sem outro recurso foram disparados tiros. Além de uma perfuração na lataria, um pneu traseiro foi atingido obrigado o motorista a parar o veículo sendo detido.

Submetido ao teste do bafômetro foi constatado o teor de 0,65 mg de álcool no sangue. A situação se agravou por ele não possuir carteira de habilitação. As outras infrações cometidas foram furar bloqueio e forçar ultrapassagem.

Detido na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, Lucas mostrou-se arrependido. Ele confirmou aos policiais que estava aborrecido por ter descoberto uma possível traição da namorada. “Ele disser que queria morrer”, disse um dos policiais envolvidos na ocorrência. “Foi bobeira, tomei muito e sai fazendo besteira. Agora é esperar para ver o que acontece”, afirmou Lucas.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade