HOMICíDIO: JOVEM QUE EMPINOU MOTO E CAUSOU MORTE DA NAMORADA NO CóRREGO é INDICIADO
04.03.2015

Segundo testemunhas, Thiago empinou a moto por duas vezes.

Thiago Ângelo de Lima, de 21 anos, que se envolveu em um acidente de motocicleta, que resultou na morte da namorada no dia 18 de janeiro, foi indiciado por homicídio doloso nesta quarta-feira (4).

Segundo o delegado adjunto da 1ª DP (Delegacia da Polícia Civil), da área central, Miguel Said, ele assumiu o risco de provocar o acidente ao empinar a moto. Ainda de acordo com o delegado, várias testemunhas confirmaram que, no momento do acidente, ele empinou a motocicleta duas vezes.

Said disse que as testemunhas compareceram espontaneamente porque estavam indignadas com a irresponsabilidade do jovem. O inquérito conta com mais de 120 páginas e vai ser encaminhado ao Fórum. Se o juiz entender que houve dolo eventual, Thiago pode ir a júri popular e a pena pode ser superior a 15 anos.

Para o advogado de defesa, Marlon Ricardo Lima Chaves, há contestação pelo indiciamento por dolo. Chaves ainda disse que a afirmação de que Thiago empinou pela segunda vez é a menção de testemunhas e não existe nenhum laudo que comprove o fato. Ainda segundo o advogado, a única irregularidade comprovada é que Thiago desenvolvia uma velocidade acima do permitido na via.

O caso

O acidente aconteceu no início da tarde, quando Thiago transitava pela Avenida Ernesto Geisel, e teria perdido o controle da moto que bateu em uma árvore e acabou arremessando a garupa, Victória Nunes Fretes, de 17 anos. Com o impacto, a jovem caiu de uma altura aproximada de 10 metros dentro do Córrego Segredo, foi levada pela correnteza por 200 metros, até ser resgatada por um popular. (Confira no vídeo abaixo)

Nas primeiras versões, o rapaz havia afirmava que o acidente ocorreu por um desnível na pista, que o fez perder o controle. No entanto, quando prestou depoimento na delegacia, ele disse que passou na casa da garota para levá-la para um evento de manobras radicais, e que durante o percurso teria empinado o veículo, porém este não seria o motivo do acidente fatal.

Com a colisão na árvore, Thiago ficou desmaiado e foi levado para a Santa Casa, por conta disso, não houve flagrante e não foi solicitada a prisão preventiva dele na época. O rapaz chegou a ser chamado na unidade policial para prestar esclarecimentos e foi liberado em seguida.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade