OPERAçãO MULHER BRASILEIRA CUMPRE 58 MANDADOS DE PRISãO EM 24 HORAS NA CAPITAL
06.03.2015

Desde a inauguração da CMB já foram feitas 1,2 mil ocorrências e 200 foram presos.

Na manhã desta sexta-feira (6), o diretor do DPE (Departamento de Polícia Especializada) Adriano Garcia Geraldo, diretor da DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil) Roberval Rodrigues, a delegada adjunta da DGPC Regina Rodrigues, a titular da 1ª Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) Rosely Molina e as demais delegadas da Deam, Franciele Candoti e Marília Brito, apresentaram os resultados da Operação Mulher Brasileira 1. A ação foi feita na nova unidade 24 horas de atendimento à mulher, a CMB (Casa da Mulher Brasileira).

Molina revelou que foram cumpridos 58 mandados de prisão, destes, 29 suspeitos foram apresentados. Dentre os crimes cometidos por eles estão homicídio, tentativa de homicídio, estupro, lesão corporal, sequestro, ameaça, injúria, desobediência e desacato, todos qualificados na Lei Maria da Penha.

“Desde janeiro até agora, a Casa da Mulher Brasileira já registrou mais de 1,2 mil ocorrências e efetuou 200 prisões”, revela a delegada da Deam. “Com certeza haverá outras operações como esta, além disso, esta ação contou com apoio de mais 14 delegacias especializadas”, explica o delegado Adriano.

Os presos apresentados serão encaminhados para a 4ª DP (Delegacia da Polícia Civil) localizada no Bairro Moreninhas, região sul de Campo Grande; para a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) na Vila Sobrinho, região oeste, e para o EPSM (Estabelecimento Penal de Segurança Máxima), no Jardim Noroeste, região leste

Molina enfatiza que a CMB foi o melhor feito para que as denúncias de violência domésticas tivessem voz. “Constatamos que 45% dos plantões das Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário) eram sobre briga doméstica ou caso familiar. Com a abertura desta Casa, elas tiveram voz e sabem que aqui podem conseguir atendimento”, diz e completa que, “agora elas se sentem seguras e encorajadas a fazer a denúncia”.

Dentre os casos apresentados na manhã desta sexta-feira está o de um homem que foi preso após estuprar a ex-namorada. “Ele ficou sabendo que ela estava em um novo relacionamento e não admite o fim do namoro. Ele se sentiu no direito de invadir a casa dela e estuprá-la, porém ela conseguiu forças e fez a denúncia logo após o crime. Ainda ontem, iniciamos diligências e o encontramos. Ele foi preso em flagrante”, fala.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade