EMPRESáRIO E EX-CANDIDATO A DEPUTADO é PRESO POR AGREDIR ESPOSA EM CONDOMíNIO DE LUXO NA CAPITAL
09.03.2015

Empresário e ex-candidato a deputado  é preso por agredir esposa em condomínio de luxo na capital

Uma discussão entre um casal morador do condomínio Alphavile 2, no bairro Jardim Itália, terminou em agressão e registro de ocorrência na Central de Flagrantes, em Cuiabá. O episódio foi registrado por volta de uma hora da madrugada de 8 de março, e envolve um empresário que já concorreu a uma vaga na Câmara Federal  e vendedora autônoma. O empresário foi indiciado por crime de lesão corporal, previsto no artigo 129 do Código Penal Brasileiro (CPB).

De acordo com o Boletim de Ocorrência (2015.65809), o empresário M.M.C. de 49 anos, teria agredido durante uma discussão sua esposa, E.T.M.,  de 36 anos causando escoriações em seu rosto, pescoço e também no antebraço. Consta ainda no Boletim, que o empresário não apresentou resistência alguma ao ser encaminhado à Central de Flagrantes.
 
Na Delegacia, durante depoimento formal ao delegado Richard Damasceno Lage,  ele afirmou que convive com E. há cinco anos. Disse que sempre manteve uma relação tranquila com a mesma, mas afirmou que a mulher é possessiva e ciumenta. No entanto, desde  outubro ao ano passado quando passou a enfrentar dificuldades financeiras passou a ter uma relação mais tumultuada com E.. Na data de domingo,  ele teria ligado para esposa e quando ela chegou em casa passaram a conversar. No entanto, ele afirmou que o clima ficou mais tenso e a mulher mostrou-se alterada.
 
Na tentativa de contê-la, ele afirmou que segurou a mulher nos braços o que ocasionou escoriações na mesma. Nega ainda que tenha agredido a autônoma com chutes e socos. Disse que após a confusão entrou no quarto onde permaneceu até a chegada da Polícia. Ao delegado,  ele explicou que E. possui uma doença de pele causando grande sensibilidade.
 
Já a autônoma, que atua com a venda de suplementos alimentares, também disse que a relação é pacífica, mas  que discussões ocorriam, como em qualquer casal.  Mas afirmou que foi agredida e enfocada durante o episódio que culminou com a detenção em flagrante. Ela ainda disse que o marido puxou seus cabelos e reafirmou que ele terá de responder criminalmente pelos atos cometidos. O delegado Richard Damasceno Lage deixou de arbitrar fiança e o indiciou por crime de lesão corporal. 
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade