MECâNICO é PRESO POR ESPANCAR E MATAR PRIMO DEPOIS DE ‘CANTADA’ NA NAMORADA DA VíTIMA
09.03.2015

Mecânico é preso por espancar e matar primo depois de ‘cantada’ na namorada da vítima

Foi encontrado no final da tarde de domingo, 8, o corpo do jovem Pedro Ojeda, de 20 anos, que estava desaparecido desde o dia 3 de março, na cidade de Nobres ( 120 km de Cuiabá). O rapaz foi morto por espancamento, suspostamente, a mando de um primo seu com quem havia se desentendido por causa de um ‘cantada’  feita a namorada da vítima.

Além do mentor do crime, identificado como ‘Zinho’, foram presos um adolescente de 17 anos e um outro homem, inicialmente identificado como ‘Cachorrão’.  À  exceção do homem apontado como mentor da ação,  os demais confessaram o assassinato e  informaram aos policiais que receberam a quantia de R$ 200 e R$ 250 para que ajudassem na execução.  
 
O chefe de operações da Delegacia Municipal de Nobres, Benedito Ribeiro Taques, informou ao Olhar Direto que o rapaz foi morto por espancamento.  
 
“Tudo começou depois que o primo (mandante)  mandou uma mensagem para a namorada da vítima. A menina mostrou a mensagem pro Pedro que foi pedir satisfação ao primo  do que havia acontecido. Depois, ele mandou um print da tela com a mensagem para a namorada do mandante.  A menina terminou o namoro e o rapaz não gostou”, explicou Ribeiro.
 
O policial ainda contou para  reportagem , que a vítima chegou a ser ameaçada de morte em seu local de trabalho. “O mentor disse que iria fazer a estreia de seu revolver calibre 32. Nós temos as provas do crime e o depoimento dos dois  homem confirmando que mataram o rapaz’.
 
Pedro, que atuava como mecânico, teria saído de casa na noite de terça-feira, 3 de março, para supostamente socorrer um colega que precisa de ajuda com seu veículo. Ele saiu de casa em sua moto CB-300. O cadáver do rapaz foi encontrado em uma cova na região conhecida como ‘Vila A’. A motocicleta também foi encontrada na mesma região.
 
Comovidos pelo crime, moradores da cidade foram para a porta da unidade policial na noite de ontem. Por medida de segurança, informa Ribeiro, policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) e da Força Tática da Polícia Militar foram acionados  para dar reforço no policiamento.   Os três já foram indiciados por crime de assassinato. 
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade