COM SALáRIOS DE R$ 10 MIL, MéDICOS COMEçAM A TRABALHAR EM CUIABá
06.03.2015

A adesão ao programa foi necessária devido ao baixo interesse de profissionais da região.

Ao todo, sete médicos foram contratados pela Prefeitura de Cuiabá.

Sete médicos contratados pela Prefeitura de Cuiabá através do programa “Mais Médicos” já começaram a realizar atendimento nas unidades de saúde de Cuiabá.

Os profissionais são todos brasileiros e estão recebendo R$ 10 mil de bolsa auxílio para o exercício da atividade, além de auxílio moradia e alimentação, pagos em partes, pelo Executivo Municipal. 

A adesão ao programa foi necessária devido ao baixo interesse de profissionais da região em trabalhar no sistema público de saúde, segundo afirmou o secretário de Saúde de Cuiabá, Fernando Santos.

Segundo ele, o salário disponibilizado pela rede pública municipal ainda é considerado abaixo do mercado, se mantendo na base dos R$ 3 mil. 

Diante do cenário, ainda no início de fevereiro, o prefeito Mauro Mendes (PSB) precisou solicitar ao Ministério da Saúde a contratação de quinze médicos através do programa. Contudo, foi autorizada somente sete vagas.

Com o salário de R$ 10 mil ofertados pelo programa, segundo o coordenador do Mais Médicos em Cuiabá, Hisseni Feguri, não houve problemas em trazer profissionais de fora para trabalhar na capital. 

Todas as vagas oferecidas foram prontamente preenchidas na primeira chamada por brasileiros de outros estados. 

“Era prevista três chamadas, caso não houvesse grande procura de médicos brasileiros formados no país. Mas nem foi necessário”, afirmou. 

Estes médicos começaram a trabalhar ainda na segunda-feira (2), em regiões carentes, nos bairros Jardim Liberdade, Parque Atalaia, Distrito da Guia e Distrito de Aguaçú. 

“Eles estão em regiões mais carentes e que realmente precisavam de um reforço no atendimento. Não tem nenhum trabalhando na região central”, disse Feguri. 

Iniciados os trabalhos, os médicos terão seus desempenhos supervisionados por um profissional da saúde da Universidade Federal de Mato Grosso (IFMT) e enfermeiros. 

O prazo máximo para exercício dos contratados é de três anos. 

Contraponto

Enquanto os médicos contratados pelo “Mais Médicos” receberão salários de até R$ 10.500, os profissionais que são contratados diretamente pelo município contam com um salário base de R$ 3 mil. 

Nos Postos de Saúde da Família (PSF) há número de médicos considerados suficientes para atendimento da população, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Contudo, os Centros de Saúde se encontram com carência de profissionais. Caso o programa “Mais Médicos” seja bem sucedido em Cuiabá, outras vagas devem ser abertas no futuro.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade