AMIGA CONFIRMA QUE JOVEM MORREU AO BRINCAR DE ROLETA-RUSSA, DIZ POLíCIA
10.03.2015

Adolescente de 16 anos foi ouvida pela Polícia Civil em Maringá, no Paraná.
Corpo da jovem foi encontrado pela polícia em um matagal no sábado (7).

Uma testemunha ouvida pela polícia confirmou que a jovem Natalia Germano, de 19 anos, encontrada morta em Maringá, no norte do Paraná, morreu após uma brincadeira de roleta-russa. A adolescente de 16 anos era amiga da vítima e foi ouvida pela Polícia Civil na segunda-feira (9). A versão já tinha sido contada por três suspeitos do crime que estão presos.

“Ela confirmou que o primeiro disparo seria contra a cabeça dela. Só que a arma não disparou, e acabou disparando na cabeça da vítima”, diz o delegado de homicídios, Diego de Almeida.

O corpo de Natalia Germano foi encontrado no sábado (7), em um matagal no final da Avenida Kagogawa, na zona norte de Maringá. Três suspeitos do crime foram presos pela polícia no mesmo dia. De acordo com a família da vítima, a jovem tinha sido vista pela última vez na quinta-feira (5), quando saiu de casa no Jardim Campos Eliseos.

Jovem de 19 anos foi encontrada morta em Maringá (Foto: Reprodução/RPC)
Jovem de 19 anos foi encontrada morta em
Maringá (Foto: Reprodução/RPC)

Conforme a Polícia Civil, a testemunha estava escondida na casa de um tio em Londrina, também no norte do estado, e se apresentou na delegacia da cidade na segunda-feira. Ela foi levada até Maringá, onde foi ouvida por aproximadamente três horas pela polícia e liberada em seguida. À polícia, a menor contou que fugiu porque estava com medo, e que foi ameaçada de morte caso falasse alguma coisa.

A adolescente foi identificada pela polícia em uma foto, onde ela aparece com a vítima e outros três rapazes. Um deles já está preso, e os outros dois são procurados pela polícia. Na foto, um dos rapazes que aparece na foto segura uma arma, que pode ter sido usada no crime, diz a polícia.

“Ela confirmou as pessoas que estavam lá [na casa]. Falta apenas o nome do que aparece com a arma”, diz o delegado. A polícia ainda apura a participação de cada um dos envolvidos no crime.

Conforme o delegado, os três presos serão indiciados por homicídio qualificado, ocultação de cadáver, tráfico de drogas e associação ao tráfico.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade