“QUERíAMOS LEVAR O JOGO PARA CUIABá”, DISPARA VICE DO SãO PAULO APóS BAIXO PúBLICO
09.03.2015

“Queríamos levar o jogo para Cuiabá”, dispara vice do São Paulo após baixo público

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, disparou contra a torcida tricolor por conta do baixo público registrado no clássico contra o Corinthians, no último domingo (08), disputado no estádio do Morumbi, na capital paulista. O dirigente ainda acrescentou que o torcedor cobra, mas quando é preciso ele não enche o estádio: “Queríamos levar o jogo para Cuiabá”.

“Queríamos levar o jogo para Cuiabá ou outro lugar. Em São Paulo, sabia que não ia ultrapassar 20 mil. Estamos vendo a melhora de público do Palmeiras e do Corinthians, mas pela novidade de ter o estádio. Hoje, o incentivo é ver o estádio novo”, explicou o dirigente são paulino em entrevista à TV Gazeta.
 
O jogo, válido pelo Campeonato Paulista, teve a presença de apenas 18.720 torcedores. Pela libertadores, na semana passada, os tricolores também não compareceram em peso no estádio. Por conta disto, ele teria tentado ‘vender’ o mando de campo do estadual para outra praça esportiva do país.
 
“Vi um desabafo de um jogador dizendo que a torcida reclama, reclama, reclama e que, quando é preciso, o torcedor não vem. E é verdade. Tenho certeza absoluta de que nem se a gente deixasse os portões abertos encheria o Morumbi”, disparou Ataíde. A declaração foi do volante Souza, que após a partida lamentou os pedidos de “raça” durante o jogo e reclamou do pequeno público.
 
Porém, a transferência da partida para Cuiabá poderia não ser viável, já que a Arena Pantanal está com diversas restrições. O estádio mato-grossense só pode receber 18 mil torcedores, já que apresenta diversas irregularidades que deverão ser corrigidas após o fim do Campeonato Mato-grossense de 2015.  
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade