DEPOIS DE QUATRO AFASTAMENTOS EM DECISõES JUDICIAIS, PREFEITO DE CHAPADA RENUNCIA A MANDATO
12.03.2015

Depois de quatro afastamentos em decisões judiciais, prefeito de Chapada renuncia a mandato

Em meio à maior crise institucional de sua história, Chapada dos Guimarães ficou sem prefeito. Depois de quatro afastamentos por determinação do Poder Judiciário, o prefeito José de Souza Neves (PSDB) renunciou, nesta quinta-feira (12), ao mandato na Prefeitura de Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá.

O comando da municipalidade é ocupado pelo  prefeito em exercício  Lisu Koberstain (PMDB), eleito vice em 2012 na chapa de Souza Neves.

 
Uma comissão processante para apurar supostas irregularidades cometidas pelo ex-prefeito foi aberta pela Câmara de Chapada. Neste momento, o Poder Legislativo de Chapada realiza sessão extraordinária para deliberar sobre o futuro do Poder Executivo. Existem interpretações de juristas da cidade que dão conta da que a Câmara Municipal pode eleger um novo prefeito, em eleição indireta, para um mandato tampão – falta menos de 50% para terminar.
 
Em entrevista exclusiva para o Olhar Direto, o prefeito disse que não quer mais “Não tem sentido mais continuar dessa forma. Não quero mais continua, porque não há governabilidade", afiançou ele.
 
Na carta renúncia protocolizada na Câmara de Chapada, o ex-prefeito solicita que o sucessor se concentre na conclusão de algumas das principais obras de sua gestão. Entre as principais, estão a nova estação de captação de água, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), três unidades básicas de saúde (Praia Rica, Jangada Roncador e Santa Cruz), asfalto do bairro Cohab e, também, que se inicie a pavimentacao da MT-020 (Chapada-Distrito de Água Fria).
 
 
Em menos de dois anos, o prefeito foi afastado e voltou ao cargo quatro vezes. O primeiro afastamento ocorreu em maio do ano passado, após suspeitas de irregularidades na contratação do serviço de transporte escolar.
 
Na época, foram gastos mais de R$ 2 milhões no aluguel de oito veículos durante 9 meses. O prefeito ficou 90 dias fora da administração. Já em fevereiro deste ano, José Neves voltou a assumir a prefeitura, mas, ficou menos de 15 dias na função e foi afastado por decisão da Câmara Municipal.


Saiba mais em instantes...



COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade