GREVE COMPLETA 10 DIAS E GOVERNO E SINDICATO NãO SE ENTENDEM
11.03.2015
Na sede do órgão em Cuiabá eram realizados mais de 400 atendimentos por dia só no setor de vistoria
Trabalhadores realizam protestos em todo Estado/Foto: Divulgação
Trabalhadores realizam protestos em todo Estado/Foto: Divulgação

Mais de 400 atendimentos por dia, no setor de Vistoria Veicular, não são feitos na sede do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), localizada em Cuiabá, em razão da greve dos trabalhadores da autarquia que, nesta quarta-feira (11), completou 10 dias. Sindicato e governo não conseguem chegar a um entendimento para encerrar a paralisação.

O movimento dos trabalhadores segue firme e possui adesão dos servidores em todo Estado. Tanto na Capital quanto no interior a categoria realiza panfletagens e protestos para chamar atenção da população.

Já o governo ainda não passou nenhuma resposta concreta em relação à publicação do Edital que prevê o Concurso Público no Detran – a principal reinvindicação da categoria.

O governo afirma que precisa analisar o documento com calma, principalmente no que diz respeito a quantidade de vagas. Já o Sindicato dos Trabalhadores do Detran (Sinetran) afirma que “não há mais nada para o que ver”, pois o documento foi a aprovado pela Controladoria Geral do Estado.

Enquanto as duas partes não se entendem a população sofre com a falta de atendimento.

Na sede do Detran, por exemplo, o setor de Vistoria Veicular é o mais prejudicado, pois está completamente fechado.

A presidente do Sinetran, Daiane Renner, explicou que não há como cumprir os 30% de efetivo na Vistoria, pois o setor conta apenas com três funcionários.

No local, cerca de 400 pessoas são atendidas por dia. Entre os serviços mais procurados está o de Emplacamento/Lacração

O Detran conta com 800 funcionário em todo Estado.

Além de Cuiabá e Várzea Grande a greve segue forte em cidade polos do interior como Sinop, Rondonópolis e Peixoto de Azevedo.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade