CENTRO DE REFERêNCIA PAULO FREIRE DISPONIBILIZA OBRAS E AULAS DO EDUCADOR PARA DOWNLOAD
16.03.2015

Nascido em 19 de setembro de 1921, Paulo Reglus Neves Freire é considerado por muitos o patrono da educação brasileira. O educador, pedagogo, filósofo e escritor é também referência na pedagogia mundial. Autor de diversas obras, o acervo de Freire está disponível para download online.O Centro de Referência Paulo Freire, dedicado a preservar e divulgar a memória e o legado do educador, disponibiliza, além dos livros, vídeos das aulas, conferências, palestras e entrevistas que Freiredeu em vida. A proposta tem como objetivo aumentar o acesso de pessoas interessadas na vida, obra e legado do educador. Cliquei AQUI para acessar o acervo.


Uma das suas obras de destaque é “Pedagogia do Oprimido”, livro que propõe um método de alfabetização dialético. A obra diferenciou-se do "vanguardismo" dos intelectuais de esquerda tradicionais e defendeu o diálogo com as pessoas simples, não só como método, mas como um modo de ser realmente democrático.

Em 13 de abril de 2012 foi sancionada a lei 12.612 que declara o educador Paulo Freire Patrono da Educação Brasileira. Freire também foi o brasileiro mais homenageado da história: ganhou 41 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades como Harvard, Cambridge e Oxford.

Biografia



Paulo Freire nasceu em 1921 em Recife, numa família de classe média. Com o agravamento da crise econômica mundial iniciada em 1929 e a morte de seu pai, quando tinha 13 anos, Freire passou a enfrentar dificuldades econômicas. Formou-se em direito, mas não seguiu carreira, encaminhando a vida profissional para o magistério. 

Suas idéias pedagógicas se formaram da observação da cultura dos alunos - em particular o uso da linguagem - e do papel elitista da escola. Em 1963, em Angicos (RN), chefiou um programa que alfabetizou 300 pessoas em um mês. No ano seguinte, o golpe militar o surpreendeu em Brasília, onde coordenava o Plano Nacional de Alfabetização do presidente João Goulart. 

Freire passou 70 dias na prisão antes de se exilar. Em 1968, no Chile, escreveu seu livro mais conhecido, Pedagogia do Oprimido. Também deu aulas nos Estados Unidos e na Suíça e organizou planos de alfabetização em países africanos. Com a anistia, em 1979, voltou ao Brasil, integrando-se à vida universitária.

Filiou-se ao Partido dos Trabalhadores e, entre 1989 e 1991, foi secretário municipal de Educação de São Paulo. Freire foi casado duas vezes e teve cinco filhos. Foi nomeado doutor honoris causa de 28 universidades em vários países e teve obras traduzidas em mais de 20 idiomas. Morreu em 1997, de enfarte.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade