VÍDEO: CONFUSãO NA MADRUGADA DEIXA CASA NOTURNA SERTANEJA DESTRUíDA
27.03.2015

Por volta das 4 horas desta sexta-feira (27), uma briga se tornou generalizada em uma casa noturna sertaneja, localizada nos altos da Avenida Afonso Pena, na região nordeste de Campo Grande. Ao menos uma pessoa foi detida pela BPChoque (Batalhão da Polícia de Choque), conforme testemunhas.

O leitor do Jornal Midiamax e cliente do local, Diego Alves, disse que viveu um momento de terror no local. “Fui junto com amigos aproveitar o show na parte de baixo, não vi como começou a briga, vi apenas uma long neck sendo arremessada e começaram os empurrões”, lembra.

Já outro leitor, que preferiu não se identificar, disse que a briga teria iniciado por "causa de mulher". "Parece que os namorados começaram a se socar, com isso, os seguranças tentaram se aproximar para apartar, mas não conseguiam ter acesso à pista. A confusão só aumentava".

 

Com a confusão na pista, muitos clientes preferiram se afastar. “Porém, parecia que tinha começado outra briga, simultânea, e de repente o pessoal que estava no andar de cima começou a jogar garrafa, baldes e até mesa.Entretanto o pessoal de baixo também jogava de volta”, afirma o cliente.

Ele recorda que tinha gente que jogava garrafa no teto para cair os cacos em quem estava pista. O local chegou a ser descrito pelos leitor como "campo de guerra".

Diego disse à equipe do Jornal Midiamax que correu para o banheiro, na tentativa de se abrigar. “A confusão era tamanha que teve meninas que também ficaram no banheiro masculino se protegendo. Alguns seguraram a porta para ninguém entrar, pois não sabíamos se quem queria entrar era porque queria se abrigar ou quebrar o local, pois dava pra ouvir as coisas se quebrando do lado de fora”, recorda.

Segundo ele, o grupo de amigos ficou lá por uns 15 minutos. “Quando vimos que a confusão tinha diminuído resolvemos sair, quando estava do lado de fora, os policiais do choque já entraram usando spray de pimenta”.

Ele disse que neste momento, clientes denunciaram um rapaz armado no meio da briga. “Tinha um cara correndo com um revólver na mão e tinha muita gente apontando para ele, vi quando os policiais correram atrás dele, o seguraram e levaram para a viatura, daí então fui embora”, diz.

 

O leitor do Jornal Midiamax ainda ressaltou que, quando a briga se tornou generalizada, as portas do local foram abertas. “Acredito que eles não cobraram e deram espaço para o pessoal sair, porque quando saímos do banheiro, vimos que os vidros do guichê e algumas máquinas também foram quebradas. Eles não estavam cobrando nada de ninguém”, lembra.

A equipe de reportagem procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e o BPChoque para falar sobre o incidente ocorrido na boate. A unidade da Polícia Civil informou que até o momento não houve nenhum registro no local. Já os militares disseram que apenas fizeram o procedimento de evacuação do estabelecimento e que não houve presos. O homem armado foi identificado como  um policial civil, que também ajudou na evacuação do local.

Além disso, eles orientaram para que quem ficou machucado ou teve algum bem furtado ou destruído que vá até uma delegacia para fazer o registro da ocorrência.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela le

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade