PRESOS HOMENS QUE ROUBARAM IGREJA E DISTRIBUIDORA
28.03.2015

Dois integrantes de uma quadrilha que roubou sete distribuidoras de água e gás foram presos, na tarde desta sexta-feira (23), em Várzea Grande, em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, de Cuiabá, da Polícia Judiciária Civil. Os presos também são autores do roubo a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, ocorrido no dia 10 de fevereiro de 2015, e se preparavam para cometer um homicídio.

Os suspeitos Luiz Eduardo Siqueira e Silva, 26, e Wender Ramos da Silva, 25, foram presos, no bairro Cristo Rei, em cumprimento de mandado de prisão temporária e também autuados em flagrante pelo assalto em uma distribuidora de água e gás, em Várzea Grande, no final da manhã de quinta-feira (26).

Os dois vão responder por cerca de 15 roubos qualificados e associação criminosa."Para cada roubo foi instaurado um inquérito policial", disse a delegada titular da Derf, Elaine Fernandes da Silva.

A delegada informou que a prisão dos suspeitos foi antecipada para esta sexta-feira, pois a quadrilha planejava roubar novamente a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, na próxima segunda-feira (30) e assassinar uma pessoa na Grande Cuiabá. "Para evitar os crimes efetuamos as prisões e estamos a procura de outros comparsas", explicou Fernandes.

Os roubos foram todos praticados entre os meses de fevereiro e março, quando começaram os registro de assaltos às distribuidoras. Na investigação, a Derf Cuiabá descobriu que Luiz Eduardo era ex-funcionário de uma distribuidora, na Capital, que fazia entregas de água para a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe.

O assalto  à Igreja foi cometido por Luiz Eduardo, que conhecia a secretaria da paróquia, e outros dois comparsas. Eles subtraíra R$ 5 mil, além de celulares e jóias dos funcionários.

Os assaltos às distribuidoras começaram depois que Luiz Eduardo foi demitido por justa causa, em 26 de janeiro 2015. Por conhecer o segmento, passou a procurar os estabelecimentos com a desculpa de pedir emprego, usando o argumento de que tinha experiência na entrega de produtos.

O suspeito se apresentava bem vestido e com currículo em mãos entrava na distribuidora. Em seguida, seus comparsas chegavam e enquadravam as vítimas, amarrando-as e trancando todas em um cômodo, enquanto faziam um ‘limpa’ no caixa e saiam com o dinheiro e pertences pessoais dos donos e funcionários.

Ainda quando era entregador, desviava dinheiro da distribuidora lesando clientes ao cobrar preço maior do que era vendido no estabelecimento. Durante entrega de água em um condomínio virou a câmera para visualizar a vulnerabilidade do residencial, que posteriormente sofreu assaltos, possivelmente por sua quadrilha.  

O suspeito Wender Ramos da Silva tem oito passagens por crimes de roubos e faz uso de uma tornozeleira eletrônica, monitorada pelo Sistema Prisional. O líder da quadrilha, Luiz Eduardo, está em liberdade provisória, por ter sido preso em 2012. "São bandidos de alta periculosidade, que foram receber dinheiro para praticar um homicídio", afirmou a delegada.

Com a dupla foram apreendidos uma motocicleta bis roubada no dia 17 de março, usada no roubo a distribuidora de água e gás, ocorrido na quinta-feira (26), em Várzea Grande, e um revólver calibre 38, com munições.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade