'CORRUPÇÃO NA PETROBRAS É MOCINHA DE POUCOS ANOS'
20.03.2015

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso afirmou na noite desta quinta-feira (19), em entrevista ao jornalista Mario Sergio Conti no programa Diálogos, na GloboNews, que o sistema de corrupção na Petrobras ‘é uma mocinha de muito poucos anos, quase um bebê‘.

"Ouvi a presidente dizer que a corrupção ‘é uma senhora idosa‘. Mas o que é isso? É a conduta errada de pessoas. Nós não estamos discutindo no Brasil que A, B ou C fizeram alguma corrupção. Nós estamos dizendo que uma organização que junto com funcionários nomeados pelo governo, da Petrobras , sustentação por parte de governo, por parte de partidos, ligação com empresas para formar um caixa para ser usado na política, isso é fato novo, digamos. Tem algo disso no mensalão", disse FHC.

Além disso, ele afirma que o país vive um “conglomerado de crises” e responsabilizou o PT por “perda de oportunidades".

"Você tem uma crise econômica, uma crise de condução política, você tem uma questão social, desemprego, inflação, e você tem uma crise moral, que está escancarada [...]. E eu tenho a impressão que a presidente, todo o partido dela e quem orienta a propaganda e tudo mais, querem tapar o sol com a peneira. ‘O meu governo foi o que mais combateu a corrupção’, [...] ‘a culpa é do Fernando Henrique’... Minha senhora, não é assim", disse o ex-presidente.

Segundo o tucano, o baixo crescimento econômico incomodou setores como o industrial e a classe média, o que resultou na rejeição ao atual governo e provocou "dificuldade de condução política" da presidente Dilma Rousseff.

"Isso aqui não há fatalidade, foram erros de visão política. Erros de visão de mundo", afirmou. "Tomaram decisões equivocadas. Me doi como brasileiro ver a perda de oportunidade, histórica, e a responsabilidade é do partido que está no poder."

Em entrevista ao jornal espanhol El País, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), classificou os atos de corrupção na Petrobras como "sistêmicos". Para ele, a porta de entrada foi o Decreto 2.745, assinado em 1998 pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que mudou o regulamento de licitações na empresa, que deixou de obedecer a Lei 8666 [das licitações públicas] e passou a ter um regulamento próprio, por carta convite. 

"Desde que alteraram o regulamento de licitações da Petrobras. Ela deixou de obedecer a Lei 8666 [das licitações públicas] e passou a ter um regulamento próprio, por carta convite. A partir disso se formaram os carteis e foi a porteira da corrupção."

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade