PSDB é CAMINHO NATURAL DE RUI PRADO E SEU GRUPO PARA FUTURAS DISPUTAS
23.03.2015

Ainda filiado ao PSD, pelo qual concorreu ao Senado, em 2014, sendo o terceiro mais votado em Mato Grosso, Rui Prado não respondeu sobre filiação partidária.

FHC e Prado falaram sobre as conseqüências já sentidas pelo setor do agronegócio mato-grossense e demais segmentos da economia. “O momento político do país é muito ruim e isso está refletindo na economia, afetando todos os setores, principalmente com o aumento do dólar. Precisamos buscar nessas pessoas, que são referências políticas do país, respostas para que os rumos da conjuntura nacional sejam outros, diferentes do que estamos vivendo”, argumentou Prado, sobre o motivo da visita.
 
O presidente da Famato disse compartilhar do mesmo sentimento de Fernando Henrique Cardoso quanto à insatisfação sobre as medidas tomadas pelo governo da presidenta Dilma Rousseff (PT). O ex-presidente avalia que as conseqüências econômicas que o país está vivendo são resultados, principalmente, da má condução do governo Dilma.
 
“A situação só muda na crise. Estão começando a vir os efeitos: aumento da inflação, taxa de juros, desemprego. E devem, provavelmente, crescer. Os números demonstram uma situação preocupante para a economia do país, mas essa somatória de crise tem que levar a algum lugar e é o governo que tem os instrumentos para mudar isso”, destacou FHC.
 
Fernando Henrique assume a função de membro do principal partido de oposição ao atual governo federal e disse acreditar que a crise deve perdurar até o próximo ano. “Dizem aí que a oposição tem que buscar o diálogo. Não tem que buscar, quem tem que abrir diálogo é o governo. Acho que ainda vamos levar este ano inteiro nessa situação e ainda não dá para definir o que deve ser feito”, justificou o ex-presidente.
 
Rui Prado também aproveitou a agenda com o FHC para convidá-lo a ir a Mato Grosso no próximo mês para participar do Parecis Superagro, evento agropecuário de Campo Novo do Parecis que já acontece pelo segundo ano consecutivo para ampliar as discussões sobre o desenvolvimento do agronegócio no Estado.
O presidente do Sistema Famato/Senar-MT ainda cumpre outros compromissos em São Paulo, como a visita à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado e veículos da imprensa nacional. Rui Prado se credenciou como  um dos nomes fortes da política de Mato Grosso nos últimos anos, por atuar fortemente em defesa do agronegócio.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade