EMPRESáRIA DE DECORAçãO APLICA SUPOSTO GOLPE E FOGE
23.03.2015

Emanuely de Sousa Félix Lucena, dona de uma empresa credenciada em decorações e eventos, na Capital, decidiu fugir acompanhada do marido na última quinta-feira (19).A empresa dela deveria realizar diversos serviços contratados por clientes que planejaram festas desde casamentos a aniversários, neste final de semana.


De acordo com a Polícia Civil, a empresária teria que decorar três festas, neste caso, um aniversário de 15 anos e dois casamentos . Em entrevista ao ODOC, uma das vítimas, o comerciante Joermes Silva, morador de Várzea Grande, contou que havia pago antecipadamente R$ 10 mil a empresária para garantir a decoração da festa de 15 anos da filha dele, que aconteceu ontem, no buffet Emília, em Cuiabá.

 

“Para minha surpresa, fui informado ontem, no dia da festa, que a Emanuely fugiu da cidade e deu o cano em muita gente. Para não estragar o momento mais feliz da minha vida, o aniversário de 15 anos da minha filha, resolvi contratar emergencialmente outra empresa do mesmo ramo. Me senti humilhado, enganado e fiz um B.O (Boletin de Ocorrência) contra essa pessoa”, lamentou o comerciante. 

 

Em entrevista ao portal G1, a mãe da empresária tentou justificar a atitude da filha.
“Minha filha está falida. Quando percebeu que não conseguiria fazer as festas agendadas para sexta e sábado, simplesmente, decidiu sumir e deixar tudo para trás. Entrou em desespero. Ela e o marido saíram com a roupa do corpo e com o carro que nem é deles, é financiado”, declarou a mãe, a jornalista Kelly Martins, do portal G1.

Reconhecida por decorar festas em buffet´s famosos de Cuiabá, a empresária atuava há sete anos no mercado de eventos e decorações. Neste período, não houve nenhuma ocorrência de golpe ou calote contra ela.

 

Na mesma entrevista ao portal G1, concedida pela mãe da empresária, à jornalista Kelly Martins, ela (mãe) tentou justificar o ocorrido.   “Ela disse que está muito abalada com tudo que estão falando dela, com o que está ocorrendo. Mas a Emanuely garantiu que vai voltar para provar que a empresa dela faliu e que ela não fugiu com o dinheiro de ninguém, como estão dizendo por aí. Não se trata de um golpe, trata-se de desespero e inexperiência”, defendeu.


Cerca de 15 boletins de ocorrência foram registrados na delegacia da Polícia Civil por um grupo de clientes que se dizem vítimas de um suposto golpe aplicado pela empresária. ODOC apurou também que a polícia registrou os boletins de ocorrência e vai abrir inquérito para apurar os fatos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade