MAURO MENDES SURPREENDE, ENGROSSA CORO POR FIM DA REELEIçãO E NEGA DISPOSIçãO A DISPUTA EM 2016
28.04.2015

Num momento em que recrudesce a discussão sobre a reforma política e que até mesmo o Congresso Nacional se mostra incomodado com a demora de uma solução, o   prefeito Mauro Mendes (PSB), de Cuiabá, surpreendeu os parlamentares ao defender o fim da reeleição, alternativas de financiamento das campanhas e, ainda, negar estar se articulando para um novo mandato, em 2016.  

Leia Mais:
Mauro Mendes reúne mais de 20 mil pessoas em eventos do aniversário de Cuiabá, evita política e insiste que é colheita

“O mundo tem passado por transformações tecnológicas ao longo dos anos, que estão reconfigurando a governabilidade e o papel do cidadão diante disso. Percebo que o Brasil ainda está um passo atrás com uma legislação antiga e desatualizada”, argumentou ele.
 
“Vamos conversar sobre 2016, para não prejudicar Cuiabá, somente em 2016. Tenho serviço demais para antecipar discussões sobre temas que soam como adivinhação”, avaliou ele. “Mas já me manifestei publicamente contra o instituto da reeleição”, ponderou o prefeito da Capital, para a reportagem do Olhar Direto.

“Precisamos fomentar o debate em prol de mudanças no nosso país. E reconhecer que os tempos são outros é o primeiro passo para a verdadeira reforma política”, pontuou Mauro Mendes.
 
O chefe do Poder Executivo de Cuiabá conversou com o presidente da Câmara Federal, deputado fluminense Eduardo Cunha (PMDB), e com a bancada de Mato Grosso no Congresso, além de outros interlocutores de peso, como o secretário Paulo Taques, chefe da Casa Civil. Mendes entende que, enfim, o Congresso Nacional decidiu assumir a frente da atualização do sistema político e eleitoral.  Além disso, ele salientou a postura que os gestores públicos devem assumir em prol de mudanças significativas.
 
Mauro também reforçou a importância da proposta da Câmara Itinerante, que tem percorrido todos os estados brasileiros a fim de levantar questões relevantes que possam contribuir para o trabalho legislativo dos deputados. Essa postura também tem permitido o contato direto com as dificuldades de cada região visitada.
 
“Essa iniciativa é um sopro de esperança, pois traz para o centro o valor do debate público sobre as mudanças que precisam ser realizadas no Brasil, abrangendo questões tributárias e político-sociais. É preciso ter coragem e ousadia para sair da zona de conforto e a Câmara Itinerante está fazendo isso”, disse o prefeito.
 
Eduardo Cunha explicou que o projeto busca ouvir, discutir e receber sugestões dos munícipes, avaliando as melhores propostas e opções para promover a reforma política e o Pacto Federativo.
  
“Temos que debater sobre a gestão dos nossos recursos, definir as responsabilidades dos poderes públicos e fazer mais uma série de transformações na forma de governar o país. É fundamental termos a consciência de que todos devemos fazer algo. Isso não significa que os problemas que estamos enfrentando serão resolvidos imediatamente, mas precisamos pensar em caminhos”, emendou Eduardo Cunha.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade