MENDES DIZ QUE QUESTIONAMENTO DE VEREADOR FOI "BOBAGEM”
27.04.2015

O prefeito Mauro Mendes (PSB) afirmou que a escolha dos nomes para comandar a Agência Municipal de Regulação de Serviços Delegados da Capital (Arsec) foi realizada de forma estratégica, especialmente em relação à indicação da engenheira sanitarista Rosidelma Francisca Guimarães. 

Rosidelma, que assumirá a Diretoria Reguladora de Fiscalização da agência, já um cargo de confiança na CAB Cuiabá e essa indicação foi, inclusive, alvo de questionamentos por parte do vereador Dilemário Alencar (PTB), que chegou a levar a questão ao Ministério Público Estadual (MPE). 

Em parecer sobre o questionamento, o MPE refutou qualquer impedimento legal ou moral na indicação.

"Eu não vi nenhuma polêmica nessa indicação, apenas um vereador questionou. Agora, porque um discordou, eu não vou tomar uma decisão? Isso é bobagem"

“Eu não vi nenhuma polêmica nessa indicação, apenas um vereador questionou. Agora, porque um discordou, eu não vou tomar uma decisão? Isso é bobagem. Se eu não tomar decisão por causa de uma discordância, eu vou ficar parado, não vou dar um passo na administração. Porque um quer que eu vá pra esquerda, outro quer que eu vá pra direita”, afirmou o prefeito. 

“O que fizemos é uma coisa absolutamente normal e que o mundo todo faz. As empresas vão dentro de seus concorrentes, para tirar pessoas lá de dentro e tentar informações privilegiadas, para que você possa trabalhar com elas. Isso é a coisa mais normal e inteligente que existe. Foi uma decisão completamente estratégica”, completou ele.

Ainda de acordo com Mendes, é natural que a agência – que será responsável pela fiscalização dos serviços prestados pela CAB – tenha em seu quadro, um profissional com profundo conhecimento do sistema de água e esgoto da Capital. 

Questionado se, ao levar o assunto ao MPE, o vereador Dilemário estaria se projetar na imprensa, Mendes preferiu não polemizar. “Isso aí eu já não sei. Nem perco meu tempo em comentar isso”, afirmou. 

Aprovação 

Apesar de o prefeito ter afirmado não esperar que suas decisões tivessem a aprovação de 100% das pessoas, as indicações para composição da Arsec foram aprovadas por unanimidade (considerando os vereadores presentes na Câmara de Vereadores), em sessão extraordinária realizada na última quinta-feira (23). 

"As empresas vão dentro de seus concorrentes, para tirar pessoas e tentar informações privilegiadas. Isso é a coisa mais normal e inteligente que existe. Foi uma decisão completamente estratégica"

Além de Riselda Guimarães, irão compor a agência, o delegado da Polícia Federal e ex-secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, na condição de presidente e o advogado Alexandre Adriano Lisandro de Oliveira, que ocupará a Ouvidoria da autarquia. 

Após sabatina, Dilemário alegou ser contra a indicação de Riselma, mas votou favorável tendo em vista de que foi realizada uma única votação para os três nomes e não de forma isolada. 
Atuação 

Além da fiscalização dos serviços prestados pela CAB Cuiabá, a Arsec terá que regular os demais serviços fruto de concessão no município: o de transporte e o de resíduos sólidos (que está em processo de licitação). 

A agência dispõe de 21 cargos, dos quais cinco serão analistas de regulação, 12 fiscais de serviços regulados e quatro auxiliares de regulação.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade