APóS ESTUPRO, SUSPEITO ACOMPANHA VíTIMA DE MãOS DADAS ATé A CASA DELA
07.05.2015

A Polícia Civil do Distrito Federal identificou um homem de 25 anos preso preventivamente por suspeita de homicídio como sendo o autor de pelo menos quatro estupros em São Sebastião. Segundo a polícia, o rapaz confessou um quinto estupro, que será investigado. Apresentado para a imprensa, ele afirmou que só falaria em juízo.

Ele chegou a levá-la até em casa e quando chegou lá disse que tinha cometido vários crimes e estava arrependido. Então ele pediu o telefone da menina e ela anotou o dele. Depois a menina veio até a delegacia e nos mostrou o telefone dele e as ligações que havia recebido. Dessa forma verificamos que o telefone estava cadastrado no nome dele."
Érito Cunha, delegado-chefe da 30ª DP

Em um dos casos, o suspeito, identificado como Márcio Viana, acompanhou a vítima – uma adolescente de 15 anos –, de mãos dadas até a casa dela, “porque era perigoso” que ela andasse sozinha à noite, segundo o relato da menina, afirmou o delegado-chefe da 30ª DP, Érito Cunha.

“Ele chegou a levá-la até em casa e quando chegou lá disse que tinha cometido vários crimes e estava arrependido. Então ele pediu o telefone da menina e ela anotou o dele”, disse  o delegado. “Depois a menina veio até a delegacia e nos mostrou o telefone dele e as ligações que havia recebido. Dessa forma verificamos que o telefone estava cadastrado no nome dele.”

O delegado afirmou que a adolescente agiu com muita “sabedoria”. “Apesar de ter sido vítima, ela conseguiu conduzir a situação e trouxe uma das maiores provas que temos”, disse. “Por outro lado, existem vítimas que pelo pavor da discriminação, tem marido que não entende, acha que a mulher que provocou, as vítimas correm esse perigo e tem esse medo. Tem muita vítima que não vem registrar ocorrência.”

O suspeito tinha sempre o mesmo modo de agir, segundo o delegado. Ele pegava mulheres entre 15 e 35 anos que iam de madrugada ou voltavam à noite do trabalho. Os crimes ocorreram em 2009, 2013 e 2014.“Mediante grave ameaça com arma de fogo ele abordava as vítimas à noite ou de madrugada perto de paradas de ônibus, anunciava o assalto, as conduzia para o mato e praticava o estupro”, disse Cunha. “Com certeza estamos diante de um maníaco e provavelmente vamos conseguir identificar outras vítimas a partir da divulgação do caso.”

A autoria dos três primeiros estupros foi confirmada por exames de DNA de material biológico das vítimas. A quarta vítima identificada, a adolescente de 15 anos, foi estuprada em abril do ano passado quando voltava para casa. Ela não passou por exame de DNA.

O rapaz atualmente está preso suspeito de ter cometido um homicídio no Paranoá. Por isso, Cunha acredita que haja outras vítimas dele também na região administrativa. O caso será encaminhado também para a delegacia do Paranoá e para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam).

Além do homicídio, Marcos tem passagens quando adolescente por atos análogos aos crimes de furto, roubo e homicídio tentado. Ele vai responder agora por quatro estupros. Se condenado, ele pode pegar de 30 e 55 anos de prisão.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade