PF FAZ CERCO A 6º MEMBRO DO BANDO QUE MATOU AGENTE FEDERAL
21.05.2015

Uma equipe da Polícia Federal fez um cerco, na madrugada desta quarta-feira (20), ao sexto e último integrante da quadrilha que tentou roubar um avião e matou um agente federal, no sábado (16), em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).

Considerado o braço financeiro e um dos principais articuladores da quadrilha, Daniel Tenório teria sido visto em uma casa, no bairro Daury Riva. 

Ele teria conseguido sair pouco antes dos policiais chegarem e entrado em uma mata, segundo informações do siteSonotícias

A suspeita dos policiais, sob o comando do delegado Samir Zugaibe, é de que Tenório esteja armado. 

Equipes foram posicionadas em pontos estratégicos, houve disparos e foram lançadas bombas de efeito moral, na tentativa que ele saísse do local.  

À tarde, um helicóptero com policiais sobrevoou os bairros Daury Riva, Jardins Veneza, Califórnia e Vindilina 2, na busca de pistas sobre Daniel. 

Equipes em viaturas patrulharam outras localidades, seguindo algumas pistas, para tentar prendê-lo. 

No mês passado, segundo as informações, Tenório recebeu cerca de R$ 180 mil pelo roubo do avião Cessna, de um aeroclube em Sinop. A aeronave, conforme a PF, foi levada para a Bolívia. 

O avião que seria roubado no aeródromo Canarinho, em Sinop, já estaria encomendado por US$ 90 mil dólares (R$ 190 mil). 

No confronto entre bandidos e a PF, o agente federal  Mário Henrique de Almeida Matos, 33 anos, foi atingido na região do tórax e morreu.

Presos

A PF já prendeu, até o momento, José Carlos da Rosa Silva (Carlinhos), que cumpriu pena em Sorriso; Genivaldo Ferreira dos Santos (conhecido por Gaúcho e Neguinho); Rivelino Leismann (Chapolin); e Bruno de Lima (Boquinha). 

Também foi preso o piloto (nome não revelado), que tem três passagens na Polícia por envolvimento com o tráfico.

Morte do agente

Os policiais federais tinham informações de que os bandidos chegariam na madrugada de sábado, para roubar dois aviões, no aeroclube conhecido como "Canarinho", às margens da MT-140, em Sinop. 

Ao chegarem ao local, os agentes se depararam com ao menos nove assaltantes, que estavam em três veículos. 

Conforme a PF, os membros da quadrilha estavam em uma L 200, uma picape Strada verde e uma Saveiro preta. 

Os bandidos renderam funcionários do aeródromo e, ao verem os agentes da PF, começaram a atirar. 

No tiroteio, o policial federal Mário Henrique de Almeida Matos foi atingido na região do tórax. 

Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Sinop, porém, não resistiu ao ferimento e faleceu momentos depois. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade