SEIS INTEGRANTES DE QUADRILHA QUE ROUBAVA GADOS SãO PRESOS EM MT
17.06.2015

Seis integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de gado e defensivos agrícolas foram presos na manhã desta terça-feira (16) em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, eles são membros de parte do grupo que foi preso em um confronto após um assalto no início deste mês, em uma fazenda em Barra do Bugres, a 139 km da capital. Naquela ocasião seis assaltantes foram presos e dois mortos. Um investigador e um delegado também foram baleados.Segundo a polícia, os seis integrantes estavam com mandados de prisão preventiva decretada pela Justiça. Os policiais prenderam os suspeitos em residências e duas chácaras da região de Tangará da Serra. Além das prisões, também foram apreendidas sete armas, entre pistolas, revólveres e espingardas. Um dos presos é apontado como responsável por fornecer as armas para a quadrilha. Ainda na operação os policiais apreenderam joias, caminhões e duas motocicletas importadas.

Todos devem responder por roubo qualificado, associação criminosa, resistência à prisão, cárcere privado, posse e porte ilegal de arma de fogo e munições e receptação. Para o delegado regional de Tangará da Serra, Alexandre Morais Franco, a quadrilha está 100% desarticulada. "Prendemos hoje os últimos integrantes do grupo criminoso e os receptadores. A operação está fechada", afirmou. 

Líder da quadrilha tentou fugir em carro, atirou contra policiais e acabou morto em confronto. (Foto: Reprodução/TVCA)Líder da quadrilha tentou fugir em carro, atirou contra policiais e acabou morto em confronto. (Foto: Reprodução/TVCA)

O delegado Nelder Martins Pereira e o investigador Antenor Francisco da Silva foram baleados na primeira parte da operação. O investigador levou um tiro na perna, foi hospitalizado e recebeu alta hospitalar no dia 8. O delegado foi atingido na lateral do tórax e permanece em observação em um hospital particular, em Cuiabá. Ambos estavam de coletes a prova de bala,

O caso
No início do mês a polícia montou uma operação para tentar prender a quadrilha que planejava roubar 150 cabeças de gado em uma fazenda a 40 km do município de Barra do Bugres, nas proximidades do Distrito do Currupira, onde 19 pessoas eram mantidas reféns. Todas foram libertadas sem ferimentos. 

Na fazenda os policiais encontraram o líder do grupo, que jogou o carro contra a equipe policial e atirou ao mesmo tempo, ferindo o investigador e o delegado. Os policiais revidaram os tiros e acabaram matando o suspeito. Pelas investigações a quadrilha era composta por mais de 25 assaltantes.

Quadrilha era investigada por roubo de gados e defensivos agrícolas em fazendas de MT. (Foto: Reprodução/TVCA)Quadrilha era investigada por roubo de gados e defensivos agrícolas em fazendas de MT. (Foto: Reprodução/TVCA)

De acordo com a polícia, o líder do grupo tinha registros criminais desde 1990 por roubos praticados e homicídios, tendo a fama de ‘matador de aluguel’. Em uma das ocasiões em que havia sido preso, há oito anos, pela Polícia Civil na região de Tangará da Serra, o criminoso teria confessado 15 homicídios, mas não deu detalhes das vítimas.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade