GAECO DEFLAGRA AçãO CONTRA ESQUEMA DE R$ 8 MI NA CONTRATAçãO DE TRANSPORTE AéREO PARA O GOVERNO DO ESTADO
13.06.2015

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) deflagrou nesta sexta-feira (12) a operação “Overbooking”, que tem como objetivo apurar fraude à licitação e seus respectivos pagamentos, referentes à contratação de empresa de prestação de serviços de transporte aéreo para diversas Secretarias do Estado de Mato Grosso, nos anos de 2013 e 2014, gestão Silval Barbosa (PMDB), cujo valor global ultrapassa o montante de R$ 8 milhões.

Leia mais:
Riva vai ao Fórum para audiência em ação por desvio de dinheiro entre 1996 e 1998 mas não depõe


De acordo com as investigações, iniciadas em março deste ano, além do direcionamento da licitação para a empresa SAL Transportes e Turismo Ltda/WUE Táxi Aéreo Transporte e Turismo Ltda, foram detectadas diversas irregularidades na prestação de contas e nos pagamentos.

Conforme o Gaeco, vários pagamentos foram efetuados de forma extraordinária, através de Nota de Ordem Bancária Extra Orçamentária (NEX). Apurou-se, ainda, que a empresa vencedora foi a única que disputou o certame, sendo que à época sequer possuía condições legais para participar do pregão.

No total, estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Especializada Contra o Crime Organizado, Crime Contra a Ordem Tributária e Econômica, Crime Contra Administração Pública da Comarca de Cuiabá. As ações acontecem nas cidades de Várzea Grande e Cuiabá-MT. Trinta e dois agentes do Gaeco, integrado por promotores de Justiça, delegados de Polícia, policiais militares e civis, estão mobilizados na operação.

Overbooking É um termo utilizado por empresas que se refere a prática de vender um serviço em quantidade maior do que a capacidade que a empresa pode fornecer.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade