POLíCIA PRENDE EX-MARIDO ACUSADO DE ESTRANGULAR MULHER GRáVIDA
15.06.2015

Policiais civis prenderam, nesta segunda-feira (15), Charles França de Campos, 26, ex-marido da jovem Sebastiana Aparecida Lopes Paniágua, 22, encontrada morta no último dia 5 no Aterro Sanitário de Cuiabá, na localidade do Barreiro Branco.

A Polícia divulgou a foto de Charles e afirmou que ele foi a última pessoa a ser vista com a vítima, que estava grávida de quatro meses. 

Sebastiana morreu estrangulada. Ela foi encontrada usando apenas calcinha e uma blusa verde.

Campos já teve a prisão preventiva decretada a pedido do delegado Fausto Freitas, da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). 

De acordo com o delegado, as investigações apontam o ex-marido da vítima como o autor do crime.

Conforme Freitas, o acusado foi ouvido na DHPP, e apresentou diversas contradições. 

Em sua versão, o suspeito contou que estava retomando o relacionamento com a ex-esposa e confessou ter se encontrado com ela no dia do crime. 

"Apesar de parte da história contada pelo suspeito ser verdadeira, na versão apresentada, ele teria levado duas horas, entre deixar a vítima e se encontrar com outras pessoas, em um percurso que deveria durar cerca de 20 minutos"

Após o encontro, ele teria deixado a vítima próximo a casa dele, e depois teria se encontrado com várias pessoas em outro local.

Para o delegado, o suspeito já havia matado a vítima quando foi visto com outras pessoas. 

“Apesar de parte da história contada pelo suspeito ser verdadeira, na versão apresentada, ele teria levado duas horas, entre deixar a vítima e se encontrar com outras pessoas, em um percurso que deveria durar cerca de 20 minutos” disse o delegado. 

“Além disso, uma testemunha contou que o acusado pediu para que ela falasse que estava com ele no horário em que o crime aconteceu”, ressaltou. 

Outro indício que teria levantado suspeita contra o acusado, segundo Freitas, é que ele se negou a fornecer material genético para fazer o confronto com o material colhido na vítima.

Mesmo negando o crime, o acusado apontou uma região de mata, onde teria jogado os pertences da ex-esposa e em buscas no local, policiais conseguiram localizar o aparelho celular da vítima.

O caso

De acordo com a Polícia, Sebastiana morreu estrangulada na madrugada de sexta-feira (5).

A identificação do corpo ocorreu apenas no sábado (6), por familiares que estiveram no Instituto de Medicina Legal.

Eles fizeram o reconhecimento e também providenciaram o sepultamento, no dia seguinte.

Segundo a Polícia, a vítima deixou dois filhos e trabalhava há seis meses na lanchonete de um shopping center;

Pelo estado em que a vítima foi encontrada, os policiais não descartam a suspeita de que ela possa ter sofrido abuso sexual.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade