PGR RECORRE DE LIBERDADE DE RIVA E EXPõE "PARCERIA" DE ADVOGADO E MINISTRO
02.07.2015

A Procuradoria Geral da República irá ingressar nas próximas horas com um pedido para revogar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que determinou a soltura imediatada do ex-deputado estadual José Geraldo Riva (PSD). Ele foi preso novamente na manhã de ontem em sua residência no bairro Santa Rosa, em Cuiabá, na "Operação Ventríloquo" sob acusação de comandar um esquema que teria desviado cerca de R$ 10 milhões dos cofres do Legislativo entre os anos de 2013 e 2014 no pagamento "por fora" de uma dívida relacionada ao plano de saúde dos servidores contraída ao HSBC.

O dinheiro foi pago diretamente ao advogado Joaquim Fábio Mielli Camargo numa conta no banco Safra, sendo que teria sido feito um compromisso para se devolver metade do valor para supostos "laranjas" do ex-presidente da Assembleia Legislativa. Pressionado após o negócio, o advogado se tornou delator de toda esquema para ter redução de pena.

Riva deve deixar nesta quinta-feira o centro de custódia de Cuiabá após a juíza Selma Rosane de Arruda Santos assinará o alvará de soltura com base na decisão de Gilmar Mendes, que é matogrossense da cidade de Diamantino. Em fevereiro, quando foi preso pela "Operação Imperador" pelo Gaeco (Grupo de Apoio e Combate ao Crime Organizado), acusado de desviar R$ 62 milhões do Legislativo, o ex-parlamentar ficou detido 123 dias sendo solto somente após os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli opinaram pela liberdade.

A imprensa nacional trata Riva como o "maior ficha suja do país" diante do fato dele responder mais de 100 ações civis e criminais. 

PARCERIA TOTAL

No pedido de revogação da prisão de Riva e também de suspeição a ser feito pela PGR, será ressaltada a "profunda ligação" do advogado Rodrigo de Bittencourt Mudrovistich, que faz a defesa do ex-parlamentar, e o ministro Gilmar Mendes. Aliás, o jurista chegou a ser advogado pesoal do ministro é professor do Instituto de Direito Público (IDP), em Brasília .

Para mostrar a "parceria intelectual" entre ambos será anexado aos autos artigos assinados em conjunto pelos dois. Por exemplo, no dia 09 de setembro de 2013, a dupla assinou no site Consultor Jurídico o artigo "As Memória de FHC sobre o Processo Constituinte".

A dissertação do mestrado em Direito de Rodrigo na Universidade de Brasília (UNB) teve como orientador justamente Gilmar. O tema do estudo foi "Desentrincheiramento da Jurisdição Constitucional" apresentado em março de 2013.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade