GOVERNO FIRMA ACORDO COM A UNIãO PARA COMBATER O TRáFICO
05.08.2015

O Governo de Mato Grosso firmou um acordo com a União para melhorar os três pilares de combate ao tráfico de entorpecentes. O Estado irá reverter os recursos, gerados pelos bens apreendidos, para a prevenção e repressão dos crimes, bem como no tratamento dos usuários. O decreto, que sela o acordo, será assinado em 30 dias. 

A decisão foi tomada em uma reunião com o governador do Estado, Pedro Taques, os secretários de Estado de Segurança Público (Sesp) e Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e o secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore André Zílio Maximiano. 

O encontro foi realizado na manhã desta terça-feira (04.08), no gabinete do governador, também contou com a presença de representantes do Tribunal de Justiça de Mato Grosso e membros da sociedade civil organizada. 

Segundo o secretário da Sejudh, Márcio Frederico de Oliveira Dorilêo, o combate ao tráfico é muito complexo e abrange outras áreas, como saúde e educação. Por isso, o decreto também irá privilegiar essas áreas. “Estabelecemos, através do compromisso com o governador, a parceria como Governo Federal para que nós possamos ampliar a rede de atuação em vários eixos e frentes, atuando tanto na prevenção, quanto no tratamento e na repressão das drogas”. 

De acordo com Mauro Zaque de Jesus, secretário da Sesp, em seis meses de governo já foi apreendido um número maior de drogas na fronteira do que em todo o ano de 2014. Segundo ele, isso mostra o quanto o trabalho integrado entre as polícias e os grupos de segurança tem evoluído. Contudo, ele ressalta que os criminosos também se especializam, e por conta disso a ampliação da rede de combate é necessária. 

Conforme o secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore André Zílio Maximiano, a União reconhece que Mato Grosso é um estado estratégico no combate ao tráfico de drogas, por contar com uma grande faixa de fronteira e que é rota para a entrada de entorpecentes. Por conta disso, a região também se torna vulnerável e precisa de um maior aporte para o tratamento de usuários e prevenção para que os jovens e crianças não se envolvam com as drogas.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade