MENDES INTERPELA SINDMED A PROVAR FALTA DE MéDICOS NAS UNIDADES
24.07.2015

O prefeito Mauro Mendesdeterminou que a Corregedoria Geral do município faça correição extraordinária, pelo tempo que julgar necessário, em todas as unidades de saúde da capital, a fim de apurar a denúncia do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindmed) de que profissionais estão de fato descumprindo sua jornada de trabalho.

“Esta administração jamais pactuou com os médicos ou qualquer outra categoria de servidores públicos, o descumprimento da jornada de trabalho contratada”, salientou Mauro Mendes.

Segundo ele, somente este ano, dois médicos foram demitidos com  fundamento em processo administrativo,  exatamente pelo sistemático descumprimento da jornada de trabalho.

Em oficio assinado nesta quinta-feira (23), o prefeito determinou além da  instauração de correição, que a presidente do Sindimed –MT, Eliana Siqueira, seja interpelada judicialmente a fim de que demonstre, documentalmente e com informações concretas, a existência de esquemas e irregularidades no cumprimento da carga horária dos médicos, inclusive as que ocorrem sob anuência da prefeitura.

“Com essas medidas, estamos zelando pela observância do princípio da legalidade e da transparência no serviço público, além de garantir a prestação de um serviço de qualidade à população”, destacou Mauro Mendes.

 O prefeito decidiu adotar esta medida após a denuncia feita pela presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT), Eliana Siqueira, na quarta-feira, 22 de julho.

Segundo a sindicalista, em matérias publicadas em veículos de comunicação da capital, o objetivo do sindicato da categoria, era “denunciar a Prefeitura de Cuiabá por propor esquemas para que o profissional não cumpra a carga de 20 horas”.

 

 

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade