DEPUTADA SE DIZ VíTIMA DE BLOGUEIRO DE VG QUE “ENSINA A ESTUPRAR”
28.07.2015

A deputada estadual Janaina Riva (PSD) emitiu nota à imprensa, na noite desta segunda-feira (27), em que diz ter sido vítima do blogueiro Robson Otto Aguiar, supostamente morador de Várzea Grande e que possui uma página na internet onde ensina o “passo a passo” para estuprar uma mulher. 

O blogueiro e algumas de suas postagens foram alvo de uma reportagem publicada no portal de notícias R7, na última segunda (veja abaixo). 

A matéria diz que o homem desafia as autoridades em cada uma de suas publicações, nas quais ele geralmente faz apologia à pedofilia, ao estupro de lésbicas e à violência a judeus. 

"Eu mesma fui virulentamente atacada por meio de um vídeo publicado no sítio "youtube.com", no qual Robson "Otto" Aguiar ataca multiplamente a minha imagem, de forma covarde, odiosa e contundentemente ilegal"

Ainda conforme a reportagem, em sua última publicação, o blogueiro divulgou todos os seus dados pessoais e ainda mandou um recado à polícia: “Não adianta me encherem o saco, que eu não vou parar. Não vou parar”, diz trecho da publicação. 

Na nota encaminhada à imprensa, a deputada Janaina Riva afirmou que o citado “blogueiro” utiliza, há tempos, esse discurso de ódio na internet. 

“Eu mesma fui virulentamente atacada por meio de um vídeo publicado no sítio "youtube.com", no qual Robson "Otto" Aguiar ataca multiplamente a minha imagem, de forma covarde, odiosa e contundentemente ilegal”, afirma a deputada. 

No vídeo de aproximadamente 9 minutos, publicado no You Tube em fevereiro deste ano, o homem, enquanto lê uma reportagem de Janaina, publicada em um site de noticias local, profere uma série de xingamentos contra a deputada. 

Ele ainda classifica a parlamentar como “filinha mimadinha” e feminista. No vídeo, o blogueiro ainda xinga a ex-deputada estadual Teté Bezerra (PMDB). 

“Infelizmente, trata-se de uma pessoa que não tem o menor respeito pelo que é diverso. É a intolerância nua e crua, sem maquilagens e sem o mínimo pudor”, disse Janaina, em outro trecho da nota.

A deputada afirmou ainda, que irá denunciar as atitudes do blogueiro aos órgãos policiais e, “na qualidade de parlamentar e membro da Comissão de Direitos Humanos, tomarei enérgicas providências para a reparação das múltiplas e variadas vítimas do ódio do citado "blogueiro".

Confira nota da deputada Janaina Riva na íntegra: 

"NOTA À IMPRENSA

Foto do suposto blogueiro de Várzea Grande: vídeos na internet

A propósito da notícia veiculada pelo portal R7, a qual expõe visceralmente o discurso de ódio do blogueiro Robson "Otto" Aguiar, a Deputada JANAÍNA RIVA vem a público se manifestar nos seguintes termos:

1. O citado "blogueiro" não é novidadeiro na prática de atos nefastos desta natureza. Eu mesma fui virulentamente atacada por meio de um vídeo publicado no sítio "youtube.com", no qual Robson "Otto" Aguiar ataca multiplamente a minha imagem, de forma covarde, odiosa e contundentemente ilegal.

2. Para piorar, o portal R7 torna público o inconcebível e inacreditável vídeo que exala apologia a crimes contra a liberdade sexual, a menoridade feminina e de raça, em nítido desafio aos órgãos de repressão ao crime e em manifesto ataque aos mais comezinhos direitos da pessoa humana.

3. Infelizmente, trata-se de uma pessoa que não tem o menor respeito pelo que é diverso. É a intolerância nua e crua, sem maquilagens e sem o mínimo pudor.

4. Denunciarei ambas as atitudes odiosas aos órgãos policiais e, na qualidade de parlamentar e membro da Comissão de Direitos Humanos, tomarei enérgicas providências para a reparação das múltiplas e variadas vítimas do ódio do citado "blogueiro".

5. A liberdade de expressão não alberga, em hipótese alguma, discursos odiosos, preconceituosos e racistas dessa natureza, daí a razão da indignação desta parlamentar que incansavelmente lutará pelo direito das mulheres, da comunidade LGBT e demais minorias virtualmente vítimas de atos dessa natureza.

Cuiabá/MT - julho, 27, 2015.


JANAÍNA RIVA
"

Clique AQUI ou leia abaixo a veja reportagem publicada no portal R7

Blogueiro que ensina a estuprar desafia Polícia Federal: "Não vou parar"

Textos defendem violência como forma de disciplinar "mulheres que tenham conduta imoral"



Um blogueiro ensina em sua página o passo a passo para estuprar uma mulher. E se alguém pensa que ele tem medo da polícia, se engana.

Ele desafia as autoridades a cada publicação em que faz apologia à pedofilia, ao estupro de lésbicas e à violência a judeus. Na página, ele diz se considerar um injustiçado. O seguidor da "filosofia do estupro" afirma que é vítima de racismo e é discriminado por ser gordo. Ele se diz pardo, porém "branco de coração".

O blogueiro é, supostamente, morador de Várzea Grande no Mato Grosso. A Polícia Civil do Estado afirma que páginas como as dele são monitoradas e que não irá se pronunciar para não atrapalhar as investigações.

"A única maneira de corrigir esta conduta imoral é estuprando violentamente a vadia, de maneira a traumatiza-la para o resto da vida. Quanto mais cedo você estupra a mulher, menor a probabilidade dela se contaminar com HIV"


Na última publicação do blog, o blogueiro supostamente divulgou todos os seus dados pessoais, desafiando a polícia e deixando um recado: "Não adianta me encherem o saco, que eu não vou parar. Não vou parar".
Na página vários nomes são citados, no entanto, as pessoas envolvidas negam que tenham alguma coisa a ver com as publicações.

É possível encontrar, na página, o passo a passo temático de tipos de estupro: "Como estuprar mulheres em festas e baladas", "Como estuprar uma mulher na escola" e "Como estuprar mulheres em universidades".

Todo o ranço contra as mulheres é exposto em publicações que tratam o estupro como uma forma de disciplinar adolescentes e mulheres com conduta que considera "imoral". Assim, com o trauma do estupro, a conduta sexual da mulher mudaria, na visão dele.

"A única maneira de corrigir esta conduta imoral é estuprando violentamente a vadia, de maneira a traumatiza-la para o resto da vida. Quanto mais cedo você estupra a mulher, menor a probabilidade dela se contaminar com HIV como também menor a probabilidade dela se engravidar".

Na publicação, o criminoso usa a imagem de Liana Friedenbach, adolescente violentamente estuprada por dias antes de ser morta, em 2003.

O blogueiro diz que por ser gordo, preto e pobre, luta por "justiça social", por meio da criação de cotas para estupradores sem condições financeiras.

Apologia ao nazismo também é comum na página. 

Aguiar chega a dizer que só "caras ricos, brancos e americanos podem estuprar", fazendo referência a um filme que trata de sadomasoquismo. 

Em uma tentativa insana de defender a pedofilia, o blogueiro diz que "enquanto o pedófilo ama a criança, a mulher aborta e mata".

Página com supostos dados do blogueiro


Ele chama de "censura" a caça por páginas como a dele para que sejam retiradas do ar e parem de promover a violência.

Ele também diz que para iniciar uma nova civilização é necessário usar garotas japonesas, que são puras e dóceis, para ter filhos com brasileiros brancos, "que tem no DNA o melhor de cada raça". 

Em apologia à pedofilia, o blogueiro diz que a Mc Melody, uma funkeira mirim, é o exemplo de pureza.

"Eu prefiro manter relações sexuais com MC Melody do que me arriscar a pegar HIV com uma vadia maior de idade".

A apologia ao estupro de mulheres lésbicas é considerada por ele um "esporte saudável", porque tira a mulher do "mau caminho" e as chama de "meninas mimadas que gostam de seguir a moda".

Na página, ele diz ser cliente de um advogado que defende uma pessoa com ações semelhantes às dele, porém, na noite desta segunda-feira (27), o advogado se pronunciou nas redes sociais, afirmando não ter nenhum tipo de vínculo com o blogueiro.

Caso tenha acesso a uma página como essa, denuncie à Polícia Federal.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade