VIúVA DE SáVIO BRANDãO VAI RECEBER PENSãO ALIMENTíCIA DE ARCANJO
10.09.2015

A viúva de Sávio Brandão, Izabella Correa Costa (esquerda), que irá receber pensão de João Arcanjo Ribeiro após o assassinato do marido

FLÁVIA BORGES 
DO OLHAR JURÍDICO
A viúva Izabella Correa Costa, proprietária do Jornal Folha do Estado, conseguiu junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o direito a receber mais de R$ 200 mil, referente a 258 salários mínimos, a título de pensão alimentícia, de João Arcanjo Ribeiro, conforme apurou o siteOlhar Jurídico. O ex-‘comendador ‘ foi condenado a cumprir 19 anos de prisão pela morte do empresário Sávio Brandão, esposo de Izabella.

Inicialmente, o pedido de Izabella havia sido negado. “Em sede de retratação, não vislumbro qualquer motivo que enseje a mudança da decisão concedida, no entanto, a referida decisão agravada foi modificada pelo Egrégio Tribunal de Justiça”, confirmou a juíza Tatiane Colombo, da Sexta Vara Cível de Cuiabá.

A juíza determinou a expedição de carta de citação e intimação referente ao deferimento da tutela antecipada em sede recursal, remetida ao presídio federal de Porto Velho/RO, onde Arcanjo encontra-se confinado. 

Brandão foi executado na tarde do dia 30 de setembro de 2002, quando visitava obras da nova sede de seu jornal localizada no bairro Consil. Arcanjo, de acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), Arcanjo seria o mandante do crime já que era constante alvo de denúncias de Sávio, por meio do veículo de comunicação.

Ele foi morto com três tiros de pistola 9mm, que atingiram a cabeça. Segundo testemunhas, dois homens ocupando um moto o aguardavam numa esquina da rua e se aproximaram já atirando.

Preso desde o ano de 2003, o homem apontado como chefe do crime organizado no Estado, está preso em unidade de segurança máxima há mais de cinco anos. Em abril de 2015, Arcanjo completou dois anos confinado na penitenciária federal de Porto Velho, em Rondônia e aguarda decisão federal para saber qual unidade prisionals será seu destino. 

Outro lado

O advogado Raphael de Freitas Arantes afirmou à reportagem do Olhar Jurídico que prefere não comentar o caso por se tratar de segredo de Justiça.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade