JúNIOR MENDONçA SERIA APENAS O LARANJA DAS EMPRESAS GLOBO FOMENTO E AMAZôNIA PETRóLEO
14.09.2015
Júnior Mendonça seria apenas o LARANJA das empresas Globo Fomento e Amazônia Petróleo
O verdadeiro dono das empresas em nome de Júnior Mendonça, também está entre os investigados na OPERAÇÃO ARARATH da Polícia Federal

 

 

 

Mistério. Quem será o verdadeiro dono da Globo Fomento e Mercantil Ltda., e a Comercial Amazônia Petróleo? Um documento da Justiça Federal de 2012, onde constam conversas telefônicas gravadas pela Polícia Federal (PF), entre o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, Rodolfo Aurélio Borges de Campos, sócio da Encomind Engenharia, e outras pessoas, todas investigadas na “Operação Ararath”, traz uma investigação da PF apontando outra pessoa como dono da Globo Fomento e a Amazônia Petróleo.

 

 

Até hoje, todos, principalmente a imprensa, tem o empresário Gérsio Marcelino Mendonça Júnior o “Júnior Mendonça” - o principal delator da “Operação Ararath” -, como o verdadeiro dono das empresas Globo Fomento e Amazônia Petróleo. Um relatório da PF que reportagem do Portal de Notícias 24 Horas News teve acesso traz informações contraditórias.


Segundo conta de investigações do Núcleo de Inteligência da PF, existem fortes indícios de que a Globo Fomento e rede de postos de combustíveis não sejam Júnior Mendonça. Diz o documento que o verdadeiro dono das empresas seria outra pessoa - o nome dessa pessoa consta no documento. Está sendo investigada na “Operação Ararath”, mas só será revelado após autorização da PF -, que Júnior Mendonça é apenas um “laranja”.


Essa mesma pessoa que seria o verdadeiro dono da Globo Fomento e da Amazônia Petróleo, é flagrado em várias conversas telefônicas com o ex-juiz federal Julier Sebastião. Os dois conversam como se fossem velhos amigos e muito íntimos.

 

 

A Polícia Federal tem, entre outros fatos levantados e gravações telefônicas, a busca de Julier no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (Grande Cuiabá), até almoços, jantares, festas em casas noturnas, tudo detalhado nas gravações telefônicas nas investigações da “Operação Ararath” gravadas com autorização da Justiça Federal.


Encontros e almoços entre o suposto verdadeiro dono das empresas onde Júnior Mendonça aparece como “laranja”, uma segunda pessoa também investigada pela “Ararath”, Rodolfo Campos, sócio da Encomind e o então juiz federal Julier Sebastião. Um dos encontros foi marcado no Restaurante Mahalo, em Cuiabá.


A reportagem tentou por diversas vezes, inclusive por duas vezes no ano passado uma entrevista exclusiva com o ex-juiz federal Julier Sebastião, mas nas duas vezes, apesar de marcar, ele voltou atrás alegando que ainda não era o momento oportuno. O empresário Rodolfo Campos não foi localizado

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade