FILHO DE SENADOR AFIRMA QUE CHEQUES APREENDIDOS EM AçãO DA POLíCIA SãO PAGAMENTOS POR TERRENO
17.09.2015

Quatro cheques que totalizam R$ 19,1 mil emitidos pela empresa Casa da Engrenagem Ltda,  pertencente ao grupo Tractor Parts, para o empresário André Maggi, filho do senador Blairo Maggi, referem-se ao pagamento de parcela sobre a venda de um terreno às margens da avenida Beira-Rio, em Cuiabá.  A informação foi divulgada por meio de nota pelo empresário, que deve prestar esclarecimentos na tarde de hoje, 17, à polícia.

Leia Mais:
Ninguém está acima da lei’, diz Pedro Taques sobre prisão de Silval

Cópias dos cheques integram inquérito policial da Delegacia Fazendária, que apura o esquema de venda de incentivos fiscais no Estado e que ‘beneficou‘ inúmeras empresas em Mato Grosso.  Aa ação,  teria sido executada durante a gestão Silval Barbosa, que está com a prisão preventiva decretada acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.

Os cheques pertencem ao grupo, cujo proprietário é o presidente da Câmara de Dirigente Logistas, João Rosa, que é um dos delatores da investigação policial. Para os delegados, ele também entregou documentos que comprovam o esquema de fraudes. 

Por meio de nota, o empresário explicou que os pagamentos referem-se a uma parcela da venda de um terreno na avenida  Beira Rio, feito à Matrix Sat Rastreamento de Veículos Ltda, com sede em Cuiabá, do qual André Maggi era um dos proprietários, juntamente com outras quatro pessoas. Por meio de nota ele pontua ainda que prestará todas as informações necessárias às autoridades.

O esquema

Consta da investigação que a antiga Secretaria de Estado da Indústria e Comércio, Minas e Energia (Sicme), atual Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec), teria concedido incentivos fiscais, via Prodeic, de forma irregular, para algumas empresas.

Durante as investigações alguns empresários assinaram termo de colaboração premiada, auxiliando nas investigações, comprovando o pagamento de propina a servidores públicos para a manutenção dos benefícios via Prodeic. Outras empresas também são investigadas.
 
Confira a nota:

Referente às matérias veiculadas pela imprensa, nesta quarta-feira (16/09), sobre o recebimento de cheques pelo empresário André Maggi, o mesmo vem à público esclarecer:

1- As cópias dos cheques apreendidos na operação, depositados na conta de André Maggi, referem-se ao pagamento de uma parcela da venda de um terreno na Av. Beira Rio, feito à Matrix Sat Rastreamento de Veículos Ltda, com sede em Cuiabá, do qual André Maggi era um dos proprietários, juntamente com outras quatro pessoas.

2- Tão logo retorne de viagem, o empresário prestará todos os esclarecimentos necessários, tendo em vista, a operação comercial ter sido feita dentro dos parâmetros legais.

André de Souza Maggi

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade