LAUDO PERICIAL CONFIRMA MORTE POR SUICíDIO, DIZ DELEGADO
30.11.2015

O delegado Geraldo Gerzoni, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHHP) de Cuiabá, afirmou nesta segunda-feira (30)  que o laudo feito pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), apontou que o agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Murillo Francisco Guarim Strobel Pintel, de 29 anos, cometeu suicídio.

 

O corpo de Murillo foi encontrado dentro de um veículo Ford Fusion prata, na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251, que liga a Capital a Chapada dos Guimarães), no dia 21 de novembro, um sábado.

 

De acordo com o delegado, o laudo ficou pronto na última sexta-feira (27).  “Ainda não estou com ele (laudo) em mãos, mas conversei com o perito, que  já me adiantou o resultado”, disse.

 

Ainda não estou com ele (laudo) em mãos, mas conversei com o perito que já me adiantou o resultado

Conforme Gerzoni, agora o inquérito sobre o caso será encaminhado para a 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé, para análises finais.

 

Depressão

 

Em entrevista ao MidiaNews, o amigo de Murillo,  E.T., de 34 anos, afirmou que ele estava com depressão há alguns meses e teria recusado ajuda da família.

 

“Encontrei com ele na quinta-feira passada e deu para perceber nos seus olhos que não estava bem. Ficamos de sair no sábado, mas, infelizmente, ele não estava mais entre nós”, disse.

 

E, afirmou ainda que a família de Murillo, que mora no bairro Morada do Ouro, está muito abalada com o fato. 

 

Segundo ele, ninguém sabe o motivo que levou Murillo a ter cometido suicídio.

 

O caso

 

Murillo foi encontrado sentando no banco do motorista do carro, com um tiro no queixo e uma arma na mão.

 

Ele estava lotado na PRF de Altamira (PA) e havia acabado de conseguir sua transferência para Cuiabá.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade