ALUNOS UTILIZAM TECNOLOGIA PARA TRAZER MELHORIAS PARA ESCOLA
05.12.2015

Alunos utilizam tecnologia para trazer melhorias para escola

 

Mais de 120 alunos do ensino médio integrado à educação profissional (Emiep) do curso de Informática da escola Jaime Veríssimo de Campos Júnior “Jaiminho”, em Várzea Grande, participaram do 1º Campeonato de Robótica Educacional. O evento começou na tarde dessa quarta-feira (25.11) e segue até o sábado (28.11). Nesse período, os estudantes também irão apresentar projetos de pesquisa que podem melhoram a rotina escolar. 

Os estudantes são divididos em cinco turmas, sendo três do 1º ano, uma do 2º ano e uma do 3º ano. A iniciativa dos professores da educação profissional tem o objetivo de utilizar o ensino da robótica educacional como projeto integrador as disciplinas do currículo regular. 

O professor Neto Bezerra explica que o curso de Informática na escola existe há seis anos e apresenta aos estudantes a formação técnica de forma gradual. “Os alunos fazem desde as disciplinas básicas de introdução à informática, lógica de sistemas, até as mais avançadas como a de desenvolvimento web”. 

Neto Bezerra conta que nos anos anteriores o trabalho era voltado para a informática. Em 2015, com a entrada do professor Renan Silveira, formado em eletrônica e que trabalha com engenharia de automação, o ensino da robótica passou a compor o currículo do curso. Renan adotou a proposta da robótica educacional, a reciclagem de lixo eletrônico e a expectativa é ampliar o projeto para o ano que vem. 

Durante os próximos dias os estudantes participam da corrida de veículos autônomos. Nessa quarta-feira os veículos de nome Caveirão, Zeus, Iron e Gênesis fizeram o percurso, programados por alunos do 1º e 2º ano. 

O vencedor dessa competição será o carrinho que percorrer o caminho no menor tempo e apresentar o melhor design. É possível recuperar e melhorar os veículos, pois a cada dia os tempos serão somados e a divulgação do resultado da corrida acontece no sábado. 

Tecnologia no colégio 

Os alunos do 2º ano desenvolveram um aplicativo que pode ser instalado no celular dos professores ou funcionários e comanda o aparelho de ar condicionado e ventilação. A motivação do projeto se deu porque apenas um funcionário passava com o controle para ligar, regular ou desligar o aparelho, o que às vezes motiva um consumo desnecessário de energia elétrica. No ano que vem, os alunos pretendem implantar o projeto na escola. 

Gabrielly Santos de 16 anos e duas colegas sugeriram informatizar a biblioteca da escola. “Durante o ano, ouvimos reclamações sobre a perda de livro. Por isso, o maior objetivo é deixar o trabalho manual e realizar a organização e empréstimos de maneira informatizada, pra facilitar o trabalho do usuário e bibliotecário, pois tudo será sistematizado”. A metodologia deve ser implantada na unidade escolar no próximo ano. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade