EM BRAGANçA, LUVERDENSE PERDE PêNALTI E é DERROTADO PELO BRAGANTINO
26.10.2015

Na expectativa de chegar ainda mais perto do G4, o LEC entrou em campo no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, com o time completo. O técnico Júnior Rocha contou com a volta de Osman e de Muralha, afastados por contusão e suspensão automática respectivamente.

O Luverdense começou bem o jogo em Bragança, o time de Lucas do Rio Verde conseguiu avançar no ataque e levar pergio à equipe do Bragantino; mas aos 24 minutos um pênalti duvidoso foi marcado para o Massa Bruta e Leandro Silva conseguiu converter em cobrança certeira, a bola foi no cantinho do gol e o goleiro catarinense Edison despencou para o outro lado das quatro metas.

PÊNALTI MANDRAKE 1

O pênalti duvidoso provocado pelo LEC começou com uma saída de bola errada do atacante Alípio, o lateral do Braga conseguiu recuperar a bola e cruzar para área. Em dividida na pequena área Weverton deixou a perna e o atacante do Bragantino despencou na área. O pênalti foi marcado pelo árbitro paranaense Adriano Milczvski e o atacante Leandro Silva cobrou no cantinho esquerdo, lado oposto onde foi o goleiro.  Na tentativa de reverter o resultado negativo, o time de Lucas do Rio Verde foi com tudo para cima do Bragantino. Em diversas jogadas protagonizadas pelos artilheiros da equipe, Diego Rosa e Tozin,  o Emergente se manteve no campo de ataque, mas nem os dois minutos de acréscimos dados pelo árbitro paranaense Adriano Milczvski foi suficiente para empatar o jogo.

PÊNALTI MANDRAKE 2

O Luverdense começou o segundo tempo ainda mais intenso. Como no jogo contra o CRB, a conversa do técnico do Verdão, Júnior Rocha, deve ter sido boa. Aos cinco minutos da segunda etapa, o visitante de Mato Grosso já se mostrava ativo, mas só foi aos sete minutos que a sorte começou a brilhar para o LEC. Em jogada quase idêntica a do primeiro tempo, o atacante Leandro Silva deixou a perna para trás e Lucas Fernandes tropeçou. O pênalti duvidoso aconteceu quando o time do Luverdense avança ainda mais no ataque, buscando o empate. Mas, na cobrança de pênalti, o atacante Tozin acabou desperdiçando a oportunidade jogando a bola para longe do gol.

MARCOU ESCANTEIO É GOL

O segundo gol do Bragantino saiu aos doze minutos do segundo tempo. Em resposta rápida depois do pênalti perdido pelo visitante, o Bragantino foi ao ataque e numa bola levantada na área por Jucienei em cobrança de escanteio fechada, Thiago Santos conseguiu chutar no segundo pau aproveitando a bobeada do goleiro Edison.

Tão rápido quanto a reação do Bragantino ao pênalti perdido pelo LEC foi o primeiro gol do Luverdense na partida. Osman cobrou escanteio aos 14 minutos e Luiz Otávio conseguiu cabecear para o fundo do gol, diminuindo para o time de Lucas do Rio Verde. Mas as esperanças do visitante não prosperaram no Nabi Abib Chedid. Também em jogada aérea e em cobrança de escanteio, Rodolfo fez de cabeça aos vinte minutos do segundo tempo. Com o gol, a torcida do Massa Bruta estourou e mais de dez mil vozes empurraram o time do interior de São Paulo para consolidar a vitória em casa.

DESCONTOU

Perdendo de 3 x 1, O Luverdense se viu obrigado a jogar com apenas dez jogadores, após o lateral direito Paulinho ser expulso de campo aos 34 minutos. O jogador já tinha um amarelo e após fazer falta próxima da grande área discutiu com o árbitro e recebeu o cartão vermelho. Aos quarenta e cinco minutos de partida Lucas Fernandes conseguiu fazer o segundo do Luverdense na partida. Em cruzamento na lateral do campo o jogador correu mais que todo mundo e conseguiu marcar. Com poucas esperanças, mesmo fazendo o segundo gol, o Luverdense viu o árbitro paitar o final da partida e sofrer a primeira derrota depois de seis jogos invictos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade