BERçáRIO EM MATO GROSSO Dá à LUZ 300 MIL TARTARUGAS-DA-AMAZôNIA
12.01.2016

Criado há 14 anos pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o Refúgio de Vida Silvestre Quelônios do Araguaia colabora anualmente com o nascimento de pelo menos 300 mil tartarugas-da-amazônia, espécie que estava ameaçada de extinção e que hoje povoa os lagos da região extremo norte de Mato Grosso, no Baixo Araguaia. Embora o trabalho em parceria com o Ibama e a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Aliança da Terra seja realizado durante o ano inteiro, com monitoramento e fiscalização para impedir caça e pesca depredatória na unidade de conservação estadual, a intensificação ocorre entre setembro e dezembro, período de desova e nascimento dos filhotes nas principais praias dentro do refúgio.

O coordenador de Unidades de Conservação da Sema, Alexandre Batistella, que tem mestrado e doutorado em Ecologia Aquática, com ênfase em quelônios (tartarugas), explica que esta tartaruga (Podocnenis expansa) é conhecida como ‘espécie guarda-chuva’ por sofrer não só predação de toda a cadeia alimentar na natureza, como também ser cobiça para a caça humana, desde a fase em que há a postura dos ovos pela fêmea até quando os filhotes vão para a água. “Na época da desova elas sobem entre 100 e 200 para um único tabuleiro, que são as praias mais alta, e se tornam alvos fáceis, por isso a importância do projeto que visa a proteção delas”.

 

 

 

Esta é uma iniciativa solitária e com pouco recurso financeiro, que Batistella avalia como muito bem-sucedida, porque garante a conservação de muitas espécies da ictiofauna e da fauna da região, como outras tartarugas, peixes, entre eles, o pirarucu, um dos maiores peixes de água doce no Brasil que pode atingir até 200 kg e que havia praticamente desaparecido dos rios da região. Ele também listou vários animais, como veado campeiro, porco do mato e aves, entre elas o mutum, que é a maior ave da família do Pantanal. “Nosso trabalho é basicamente proteger o modo de trabalho do senhor Gaspar, que está garantindo para as gerações futuras toda a cadeia produtiva da pesca profissional e também para os ribeirinhos.”

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade