ESTUDANTE MT PARTICIPA DE INTERCâMBIO E DESENVOLVE PROJETO
03.02.2016

Djeison Rique Barazetti, 18 anos, está há quase um mês longe de casa, mas é por um bom motivo que o jovem se ausentou de Lucas do Rio Verde (332 km de Cuiabá). Ele foi um 50 estudantes selecionados em escolas públicas de todo país para um intercâmbio nos Estados Unidos pelo Programa Jovens Embaixadores. Após três semanas fora do país, o estudante já está em Cuiabá, onde participa do Encontro Estadual da Juventude, nesta terça-feira (02.02).

 

Para conquistar a vaga como Jovem Embaixador e passar três semanas em Washington e Portland, Djeison precisou passar por provas escritas e orais em inglês e uma entrevista social, além de ter um histórico de realização em serviços voluntários e participação na comunidade escolar. Enquanto esteve nos Estados Unidos desenvolveu o projeto do Instituto Social de Promoção da Infância e da Adolescência (Ispia).

 

De volta a Mato Grosso, o jovem esteve na sede da Secretaria de Estado de Educação Esporte e Lazer (Seduc), em Cuiabá, na tarde de segunda-feira (01.02), onde foi recebido pelo secretário adjunto de Política Educacional, Gilberto Fraga de Melo. O gestor parabenizou o aluno pelo empenho para ser um jovem embaixador. “Vocês, crianças e jovens, são os protagonistas das nossas ações. E vê-los em posições de destaque é gratificante”.

 

Por sua vez, Djeison disse que quer usar o conhecimento adquirido no Ensino Médio, no curso técnico em informática na Escola Estadual Dom Bosco, em Lucas do Rio Verde, e nas diversas interações com grupos e organizações – a maioria de trabalho voluntário e de defesa da infância e adolescência – para criar uma rede que promova a visibilidade de instituições com essa temática. O objetivo é arrecadar fundos para as atividades de cada uma.

 

O Ispia surgiu a partir do Programa Jovem Embaixador. A proposta era que os jovens participassem de reuniões, seminários e palestras que os ajudassem a pensar em um projeto que pudesse ser implantado em qualquer lugar do mundo, atendendo às necessidades daquela comunidade. Ao final, a ideia seria apresentada à representantes do Departamento de Estado Americano.

 

“Como a maioria dos colegas do grupo, eu fui para essa viagem com as ideias que eu tinha formado aqui. Por isso, pensei em um projeto que unisse as ações que eu já realizo. Lá, fomos convidados a encarar o mundo com uma nova perspectiva. A partir das provocações e encaminhamentos surgiu o Ispia”.

 

Djeison acreditava que essa viagem marcaria o fim da sua história como voluntário, mas voltou ainda mais motivado para desenvolver ações em defesa da juventude. Para ele, o principal aprendizado foi o espírito cooperativo, “às vezes aqui no Brasil não acreditamos no nosso potencial e quando confiamos preferimos competir a cooperar”.

 

Para o futuro, o jovem terá o tempo compartilhado entre o projeto Ispia, as ações junto à sociedade civil organizada e o curso de Direito, para o qual conquistou uma vaga na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para ingresso no primeiro semestre de 2016.

 

Já nessa terça-feira (02.02), na Arena Pantanal, Djeison participa da criação do Conselho Estadual da Juventude (Conjuv), durante o Encontro Estadual da Juventude. O jovem desembarcou em Cuiabá no domingo (31.01) continuou na Capital para participar do evento. No encontro, ele vai representar o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), do qual é conselheiro desde 2014.

 

O Jovem Embaixador mato-grossense nasceu e viveu por alguns anos em Campo Novo do Parecis. Ele começou as interações em grupos de jovens como vereador mirim e presidente do Grêmio Estudantil, quando se mudou para Lucas do Rio verde. Ele foi eleito duas vezes vereador mirim. Nesse período participou de outros programas e reuniões e representou o país na Conferência Mundial da Água, percorrendo mais de cinco estados brasileiros, além de viajar para a Turquia e Tajiquistão.

 

O programa


O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa de responsabilidade da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil em parceria com organizações públicas e privadas.  Criado em 2002, o programa tem como alvo alunos brasileiros que são exemplos em suas comunidades em termos de liderança, atitude positiva, trabalho voluntário, excelência acadêmica e conhecimento da língua inglesa.

Aline Coelho
Assessoria Seduc-MT

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade