MINISTRO NEGA APOIO A TAQUES E DIZ QUE MAGGI UNE A BASE
14.05.2014

Para o ministro Geller, Maggi é o nome que manteria unida a base aliada do Governo

O ministro da Agricultura, Neri Geller (PMDB), negou ter conversado com o senador e pré-candidato ao Governo, Pedro Taques (PDT), para articular a indicação do presidente da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Carlos Fávaro (PP), para vice na chapa do pedetista.

“O Carlos [Fávaro] é meu amigo há 25 anos, tenho vínculos com a família dele e já militamos juntos. Então, estamos bem próximos, mas não discuti política com ele e não articulei nada”, disse o ministro, em entrevista ao MidiaNews, nesta quarta-feira (14).

Os comentários ganharam força na última semana, quando informações davam conta de que o ministro estaria articulando fortemente nos bastidores para conseguir um espaço na campanha de Taques.

As informações geraram mal-estar no grupo da situação ao qual Geller é vinculado, com críticas até do presidente regional do PMDB, o deputado federal Carlos Bezerra.

“Tenho ligação com todos os deputados e senadores, mas meu compromisso é com o PMDB, com o grupo do Blairo Maggi e do Silval Barbosa. Não misturo o ministério com essas questões eleitorais”, afirmou.

Geller, no entanto, não escondeu sua simpatia pelo nome de Fávaro na composição da majoritária oposicionista.

“Ele é uma das grandes lideranças do agronegócio e faria um bom trabalho, mas não sentei, em momento algum, para falar de política com Pedro Taques”, completou.

Maggi e Julier

Mesmo com o nome do ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva indicado como o pré-candidato ao Governo do PMDB, Neri Geller não escondeu seu desejo de ver o senador Blairo Maggi (PR) na disputa eleitoral deste ano.

“Estou na esperança de que Blairo saia candidato. Sinto que, na última hora, ele deve sair. Mas isso é apenas um sentimento, ele não me disse nada. Caso ele não seja candidato, irei apoiar o que o grupo decidir”, afirmou.

Segundo Geller, mesmo com o apoio declarado a Blairo Maggi, não existe nenhum mal-estar com Julier.

“Não existe isso, porque o próprio Silval já se manifestou a favor do Blairo, e até o Julier se manifestou em ser candidato na chapa do Blairo”, disse.

Para o ministro, o senador republicano seria a única maneira de manter a unidade do grupo da situação, hoje composta por 12 partidos e que já lançaram as pré-candidaturas de Lúdio Cabral (PT), do vice-governador Chico Daltro (PSD) e do próprio Julier.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade