OPERAçãO PRENDE SONOPLASTA DE IGREJA E REPOSITOR DE MERCADO POR ESTUPROS NA CAPITAL
04.03.2016

Dois homens acusados abuso sexual de crianças e adolescentes foram presos na operação “Polícia Civil na Carga Máxima”, em ação da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), inserida na ofensiva da Secretaria de Estado de Segurança Pública de combate à criminalidade em todo o Estado de Mato Grosso.

O suspeito R.S.J., 32 anos, foi preso no bairro Jardim Novo Horizonte, em Várzea Grande, em cumprimento de mandado de prisão temporária (30 dias), de tentativa de estupro. O acusado foi denunciado por uma vítima adolescente de 17 anos, que foi abordada por ele no bairro Lixeira. Um vídeo mostra o suspeito tentando colocar a força a menor dentro seu veículo, um Fiat Uno branco.

O acusado na Deddica alegou que estaria tentando apenas roubar a bolsa da menor. Mas em ele  tem passagens criminais por ato obsceno e tentativa de estupro.

O segundo preso, G.R.I.A.B, 21 anos, é sonoplasta da Igreja Assembleia de Deus, do bairro Pedra 90, e foi preso quando se dirigia ao trabalho, no bairro Carumbé, em Cuiabá. O suspeito trabalha em um supermercado como repositor e atuava como sonoplasta durante os cultos na igreja, local que teria abusado de três meninos com  idade de 6,7 e 10 anos.

A denúncia chegou à Delegacia em janeiro deste ano pela mãe de umas das vítimas, que apenas relatou o abuso, mas não informou quem se tratava. Em investigação e conversa da criança com a equipe multidisciplinar, os policiais chegaram ao suspeito.

Em interrogatório, nesta sexta-feira, o suspeito confessou que os abusos ocorriam durante os cultos e ensaios musicais. Ele levava os meninos para sala de som e lá cometia os estupros. Ele ainda contou que começava a fazer carícias nas crianças, que pediam para parar, porém, não conseguia se conter.

O delegado Eduardo Augusto Botelho de Paula informou que as prisões são temporárias de 30 dias, e nesse período a Polícia Civil tentará identificar outras vítimas dos dois suspeitos.

O suspeito responderá por crimes de estupro de vulnerável.

 

Fonte:PJC-MT

 

 

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade