TRêS NOVOS PROMOTORES DE JUSTIçA SUBSTITUTOS SãO EMPOSSADOS
03.06.2016

A conquista do segundo lugar no ranking do "Transparentômetro" do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) foi destacada nesta quinta-feira (02) em todos os discursos realizados na solenidade de posse de três novos promotores de Justiça substitutos. Desde os mais experientes até os recém-empossados, o sentimento era de orgulho e satisfação pelo reconhecimento em nível nacional.
"Esse resultado demonstra que o Ministério Público de Mato Grosso está à frente de vários Estados da Federação. Temos conquistado posições de destaque em nível nacional em termos de atuação e estrutura também. Esse reconhecimento apenas aumenta a nossa responsabilidade em mantermos essa posição e oferecermos um serviço cada vez melhor à sociedade", ressaltou o procurador-geral de Justiça, Paulo Roberto Jorge do Prado.
O promotor de Justiça substituto Ítalo Osvaldo Alves da Silva, que falou em nome dos empossados, também repercutiu o assunto. "O Ministério Público é uma instituição de confiança da população brasileira, sempre um passo à frente na mudança de paradigmas, na consolidação dos valores democráticos e atenta ao cumprimento do ordenamento jurídico. Nesse ponto, cabe aqui uma digressão, referindo que, segundo o CNMP, o Ministério Público de Mato Grosso é o segundo mais transparente do Brasil, resultado inequívoco do compromisso com os valores republicanos", comentou.
O presidente da Associação Mato-grossense do Ministério Público, promotor de Justiça Miguel Slhessarenko Júnior, comemorou a conquista. "Temos projetos premiados pelo CNMP, destacando a nossa atuação, na transformação social, para todo o país, engrandecendo ainda mais a nossa Instituição. Nosso Ministério Público de Mato Grosso é segundo mais transparente do país no ranking do transparentômetro do CNMP", acrescentou.
Além de Ítalo Osvaldo Alves da Silva, também foram empossadas: Cynthia Quaglio Gregório Antunes e Fernanda Alberton. A reunião solene contou com a participação do Colégio de Procuradores de Justiça; do conselheiro do CNMP, promotor de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho, familiares e amigos dos empossados. A partir de agora, o MP/MT passa a contar com 247 membros, sendo 215 promotores de Justiça e 32 procuradores de Justiça.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade