ENERGIA ELéTRICA SEGUE LíDER EM RECLAMAçõES NO PROCON; ENERGISA AFIRMA QUE ATENDIMENTO CAIU
24.08.2016

A energia elétrica mais uma vez liderou o ranking de reclamações do Procon Estadual. Dos 1.923 registros de julho no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), 378 referiam-se ao serviço de energia elétrica.

O ranking das reclamações realizadas no Procon Estadual no mês de julho foi divulgado nesta terça-feira, 23 de agosto. Segundo dados do Sindec, o setor de "Serviços Essenciais" foi o campeão com 967 registros, dos quais 378 atendimentos referiram-se a categoria de "Energia Elétrica", seguido por "Água e Esgoto" com 329 registros e "Telefonia Celular" com 162 reclamações.

Leia mais:
Projeto da Energisa para troca de eletrodomésticos com 50% desconto beneficia 15 mil famílias

Apesar da liderança, a Energisa destaca que os atendimentos em julho se comparado a janeiro caíram 44,7%. Em janeiro haviam sido constatadas 683 reclamações. A diminuição, pontua a distribuidora de energia elétrica, é vista mês a mês. Em fevereiro haviam sido 679 registros, março 639 registro, abril 524, maio 558 e junho 468 reclamações. Ao se comparar com julho de 2015 o recuo é de 34%.

A Energisa, em nota, revela avaliar e tratar de todas as reclamações encaminhadas pelo Procon. Segundo o coordenador de Gestão da Reclamação da Energisa Mato Grosso, Edisandro Azevedo, 90% dos registros continuam sendo considerados improcedentes, ou seja, tratam-se de reclamações relacionadas a dúvidas sobre variação de consumo, por exemplo.

Conforme o coordenador de Gestão da Reclamação da Energisa Mato Grosso, a redução nas reclamações é resultado de ações desempenhadas pela distribuidora em busca de melhorar a qualidade do fornecimento de energia, do atendimento e o tratamento das reclamações.

O coordenador destaca ainda que há uma tendência de aumento de consumo nos meses de agosto e setembro, visto serem períodos do ano de tempo mais quente e seco, o que pode elevar o nível de reclamações dos clientes. 

"É um período difícil, no qual a mudança de hábitos é fundamental, porque equipamentos como geladeira, freezer e ar condicionado consomem mais, mesmo que fiquem ligados pelo mesmo período que nos meses mais frescos. Por isso estamos sendo transparentes e fazendo esse alerta. Já enviamos material informativo junto à conta de energia de grande parte dos nossos clientes, alertando para essa variação de consumo e vamos falar disso em todas as oportunidades", diz o coordenador.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade