WILSON DEFENDE POLíTICOS NO SECRETARIADO
10.01.2017

O secretário estadual de Cidades, Wilson Santos (PSDB), elogiou o ingresso de secretários políticos no staff de Pedro Taques (PSDB). Segundo o tucano os técnicos não tem o mesmo empenho e compromisso que os secretários que vieram da vida política. 

Santos está licenciado da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e concorreu às eleições para prefeitura de Cuiabá, em 2016 - e saiu vencido pelo também deputado estadual, Emanuel Pinheiro (PMDB).Questionado sobre a nomeação de novos secretários com perfil político, Wilson Santos, defendeu a postura da medida tanto no estado quanto nas prefeituras. 

“Os prefeitos são políticos, claro! Política é para político. Assim como medicina é para os médicos; o militarismo para o militar; a questão clerical é para os clérigos”, ilustrou.

O secretário acredita que o nível de comprometimento de um político com seu cargo está diretamente relacionada ao seu ‘currículo’. “Reiterando: política é para políticos, pois eles têm sensibilidade, compromisso é da natureza deles é gostar do que faz. Nessa semana marquei uma reunião com um prefeito à noite, então eu toco a secretaria até meia noite e todos os dias. Tenho mais de 30 anos de vida pública, então eu dou velocidade para podermos andar com as coisas. Mas estou só no início”, disse.

As mudanças no staff atendem, em parte, as reclamações dos deputados da base governista que sempre reivindicaram um primeiro escalão, que “soubesse dialogar com a AL de forma política”. 

Entre os nomes políticos no primeiro escalão de Taques está o deputado Max Russi (PSB), como secretário do Trabalho e Assistência Social; o presidente do PSB Cuiabá, Suelme Evangelista na secretaria da Agricultura Familiar e Regularização Fundiária; O vice-governador do Estado, Carlos Fávaro (PSD), na secretaria do Meio Ambiente.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade