EM MIAMI, BLAIRO MAGGI AFIRMA QUE AGRICULTURA CRESCERá SOBRE áREAS DE PASTAGENS DESATIVADAS
02.02.2017

A agricultura brasileira deverá ganhar espaço sobre área de pastagens desativadas. Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, existe muita desinformação quanto à produção brasileira de alimentos. Em Miami, na última segunda-feira, 30 de janeiro, Maggi afirmou ainda que o exemplo do Brasil deverá ser seguido.

A agricultura brasileira ocupa hoje 8% do território nacional. Durante palestra em seminário sobre a Indústria na América Latina, o ministro Blairo Maggi, destacou que tal área deverá crescer sobre pastagens desativadas e não sobre novas áreas.

Leia mais:
Retenção de fêmeas permite aumento em quase 1 mi de cabeças no rebanho bovino e bubalino em Mato Grosso

Em Mato Grosso, como o Agro Olhar já comentou, a pecuária nos últimos três a quatro anos estimula-se que tenha perdido cerca de um milhão de hectares para a agricultura. De acordo com o diretor técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, em recente entrevista ao Agro Olhar, apesar da redução da área de pastagem houve ganho em produtividade e aumento do rebanho bovino motivado pela melhora em genética, alimentação e tecnificação.

A passagem por Miami, nos Estados Unidos, faz parte da viagem do ministro Blairo Maggi que teve início na Alemanha e incluiu participação em reunião de ministros da Agricultura dos países do G20, visita aos parlamentos alemão e europeu, encontro com deputados do Partido Verde, em Berlim, reuniões com políticos e empresários na Europa.

Conforme o Ministério da Agricultura, uma das bandeiras defendidas por Maggi, no exterior era mostrar que os agricultores e o agronegócio no Brasil respeitam as regras ambientais e que tal reforço precisa ser reconhecido.

Maggi ainda ressaltou em Miami que pesquisas desenvolvidas na Embrapa tem contribuído para uma agricultura sustentável baseada em tecnologia.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade