GUILHERME MALUF AVALIA SUA ADMINISTRAçãO NA ALMT
02.02.2017

 

Guilherme Maluf (PSDB), deixou ontem (1) a presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, porém continua na composição da Mesa Diretora no cargo de primeiro secretário.

A chapa “União e Trabalho”, presidida pelo deputado Eduardo Botelho (PSB) foi eleita em setembro de 2016.

O deputado estadual que esteve à frente do parlamento no biênio (2015/2016), faz uma reflexão sobre a última legislatura.

“A ALMT avançou muito nesses dois anos. Um bom exemplo foi a entrega das ambulâncias. Foi a iniciativa pioneira onde nós devolvemos recursos na ordem de 20 milhões de reais que foram investidos na compra de ambulâncias, diesel 4x4, furgão. Ou seja ambulâncias de grande porte ofertadas aos municípios do estado”, sinalizou.

O tucano acredita ter avançado o setor político e administrativo do parlamento. “A parte política acredito que nós conseguimos dar uma harmonia na Casa. Conseguimos formatar uma chapa que pode não ter sido unanimidade mas é uma chapa que atende boa parte dos partidos existentes. A parte de gestão ficou moderna e econômica. Utilizamos os recursos em caixa com serviços prestado mostrando atividades. Então cumpri com muita satisfação o meu mandato.”

“Nós resgatamos a imagem da Casa, nos aproximamos da sociedade com iniciativas como a Assembleia Itinerante com várias comissões parlamentares de inquérito, nossas ferramentas de comunicação se aprimoraram isso deu divulgação para os nossos trabalhos. Eu me dou nota 8”, acrescentou o parlamentar.

Guilherme é otimista em relação a nova gestão. “A expectativa é a melhor possível. O Botelho é um deputado apesar de ser o seu primeiro mandato tem experiência administrativa, seu irmão foi deputado aqui na Casa.”

A nova gestão enfrenta alguns temas polêmicos. “Realmente nós vamos ter algumas lutas por aí no sentindo bom da palavra, discussões, debates porque essa é uma  das prerrogativas da ALMT. Tem que existir o debate, essa Casa não pode simplesmente aprovar matéria sem dar divulgação, sem a sociedade vir acompanhar, foi isso que fiz quando tive a pauta do RGA. Muitos queriam que eu fizesse sessões fechadas, muito pelo contrário nós não fizemos, abrimos  a porta dessa casa”, finalizou.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade