MEDEIROS DEFENDE FáVARO COMO PLANO B PARA EVITAR QUE OPOSIçãO LEVE ESTADO "DE BANDEJA"
13.03.2017

O senador José Medeiros (PSD) voltou a afirmar que o atual vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD) é um dos possíveis candidatos ao Governo do Estado em 2018, em uma eventual disputa contra o governador Pedro Taques (PSDB).

Leia mais:

Para Valtenir, Emanuel venceria até Mendes e foi a candidatura do PMDB que provocou desistência de prefeito

Segundo Medeiros, o partido estuda indicar um nome próprio ao cargo para que não se repita o que ocorreu em Cuiabá nas eleições municipais do ano passado, quando a chapa apoiada pela sigla perdeu a Prefeitura para o PMDB. “Um grupo tem que pensar como grupo, porque se não a gente entrega o Governo do Estado de bandeja como fizemos com a Prefeitura de Cuiabá”, disse em entrevista ao Olhar Direto.

Em 2016, o prefeito Mauro Mendes (PSB) desistiu de tentar a reeleição alegando motivos pessoais, o que obrigou os partidos ligados ao socialista a lançarem de última hora o deputado Wilson Santos (PSDB) como concorrente de Emanuel Pinheiro (PMDB). O peemedebista acabou saindo vitorioso das urnas, sendo eleito para comandar a Prefeitura de Cuiabá com 60,41% dos votos no segundo turno.

Após amargarem a derrota em Cuiabá, o Partido Social Democrático estuda alternativas para manter o atual bloco governista no controle do Palácio Paiaguás.

“Nós estamos discutindo, articulando e estudando a possibilidade de indicar um nome próprio para o Executivo e, a probabilidade é de que essa pessoa seja o Fávaro. Daí você me pergunta, ‘mas vocês vão se voltar contra o Taques?’ Olha, eu penso assim: nós precisamos ter uma carta na manga, um plano B, para não acontecer como na ocasião em que o Mauro [Mendes] desistiu da candidatura e nós lançamos o Wilson e perdemos”, disse o senador.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade