QUEM COMETE EXCESSOS SãO OS CORRUPTOS, E NãO O MPE, DIZ CURVO
06.03.2017

O promotor de Justiça Mauro Curvo assumiu, na manhã desta segunda-feira (06), o comando do Ministério Público Estadual de Mato Grosso.

O novo procurador-geral de Justiça saiu em defesa do órgão e negou que haja excessos nas operações e investigações em andamento. 

"Não acredito em excesso do MPE. Quem excedeu foi quem estava desviando a quantidade de dinheiro que desviou em prejuízo da população. A população chega nos hospitais e não tem atendimento, não tem escola. Então, quem excedeu foram os corruptos, e não quem está apurando a corrupção", disse.

Curvo assume no lugar de Paulo Prado e será responsável pelo biênio 2017/2018. Segundo ele, o foco será a Saúde do Estado e o combate à corrupção e ao crime organizado. 

"Substituir os colegas que estão saindo é muito difícil. O que a gente vai fazer, na verdade, é sucedê-los e procurar manter o mesmo nível de atuação que tínhamos antes. Você suceder alguém que vem trabalhando bem é sempre mais difícil", afirmou.

Curvo disse, ainda, que sua experiência de estar há oito anos na administração do MPE ajudará a manter o ritmo. Ele foi secretário-geral de Gabinete e de Administração nas gestões de Marcelo Ferra e Paulo Prado.

"De um lado ajuda bastante, porque já conhecemos como anda a máquina e onde devemos aprimorá-la. Mas por outro, perco argumento de que não sabia como estava o órgão e que precisarei de um tempo", brincou.

Desafio

Um dos desafios, segundo ele, será garantir o pagamento dos repasses atrasados do duodécimo de modo a convocar, ao menos, mais 20 promotores.

Ao todo, o MPE tem 245 promotores e procuradores.

"Vamos conversar de modo a garantir o recebimento do que nos é devido ainda este ano e reinvestir isso em pessoal. Mas sem inviabilizar o Governo", disse o novo procurador-geral, afirmando que ação judicial deve ser uma das últimas medidas.

Balanço 

Paulo Prado deixa o comando do órgão após quatro mandatos. Ele disse sair com a sensação de "dever cumprido".

Durante seu discurso, Prado chegou a se emocionar ao falar de sua família e do legado que deixa na instituição. 

"Eu saio com a sensação de que aquilo que poderia ter realizado, eu fiz. E peço em público que me perdoem se em algum momento magoei, fui áspero, grosseiro com quem quer que seja. Mas tudo que procurei fazer foi em defesa do povo de Mato Grosso", disse.

Agora, Prado diz que volta para a Procuradoria Especializada da Infância e Juventude.

Segundo ele, em sua gestão foram propostas 987 ações civis públicas em todo Estado; 190 na defesa da Cidadania; 550 no Meio Ambiente; 247 no Patrimônio Público.

Políticos 

A posse de Mauro Curvo foi acompanhada por uma série de políticos, como o governador Pedro Taques (PSDB), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) e o ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP).

"Quero cumprimentar o Paulo Prado, que exerceu muito bem seu trabalho, apesar dos momentos difíceis. A relação do Executivo com o MPE é independente e harmônica e tenho certeza que isso continuará na administração do Mauro Curvo", disse Taques.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade