PAULO TAQUES DESTACA QUE CRISES OBRIGAM A APRENDIZADOS E CRê SER HORA DE ‘VENDER’ MT
06.03.2017

A busca de investidores para se instalarem em Mato Grosso deve ser intensificada justamente num momento em que a crise exige criatividade e o desemprego bate à porta de milhares de trabalhadores. “Os governos passam, mas as coisas que fazemos hoje vão repercutir no futuro. Fora do Brasil, Mato Grosso é muito conhecido. Muitos grupos [empresariais] conhecem Mato Grosso, às vezes, mais até do que nós mesmos. Os governos passam, mas o Estado fica. E vai ficar para sempre”, afirmou o secretário Paulo Zamar Taques, chefe da Casa Civil, sobre a necessidade de viagens de negócios, fomentadas pela gestão do governador José Pedro Taques (PSDB).

Leia também:
Marcelo Duarte diz que credibilidade de Taques dobrou Fethab e mantém meta de quatro mil km em quatro anos
 
“As crises nos ensinam e nos dão lições importantes que nós temos de forçosamente aprender. E uma delas é essa: não é possível que um Estado que tem as riquezas que Mato Grosso possui, não vá percorrer o mundo, como um ‘mascate dos tempos modernos’, buscar investimentos para gerar emprego, renda e qualidade de vida”, argumentou Paulo Taques, para a reportagem do Olhar Direto, durante evento promovido pelo governo, em Cuiabá, numa parceria com a Câmara do Comércio Brasil Canadá.
 
O secretário-chefe da Casa Civil observou que as grandes companhias de mineração conhecem muito bem as riquezas do solo mato-grossense. “Na área de mineração, eu não tenho nenhuma dúvida de que conhecem [Mato Grosso] mais do que nós mesmos. Eles sabem o que existe em nosso subsolo. E sabem há muito tempo. E explorar as nossas riquezas é compromisso de campanha do governador Pedro Taques. O governo está olhando com carinho, porque temos reservas em Mato Grosso que podem mudar nossa realidade”, endossou ele, se auto-eximindo de análise técnica, ao lembrar que nada entenda do tema, tendo caído até “no golpe de ouro de cigano”.   
 
A própria reformulação da antiga Agência de Fomento, hoje denominada Investe MT, facilita a busca de empresas dispostas a se instalar em território mato-grossense. “Não existem mais obstáculos para negócios. A pessoa está meia noite, em Tóquio, se preparando para comprar ações no Brasil, pela manhã. Hoje o mundo é um balcão de negócios, facilitado pela logística e tecnologia, que permitem que façamos negócios online, a qualquer hora”, justificou Paulo Taques.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade